sexta-feira, 18 de maio de 2012

Diz que descobriu a identidade do serial-killer "Zodíaco"

Zodíaco: polícia reformado diz que descobriu o serial-killer
Lyndon Lafferty, um polícia de trânsito norte-americano reformado, acredita que encontrou o verdadeiro assassino que ficou conhecido como o Zodíaco, e que cometeu pelo menos cinco homicídios, entre 1968 e 1969, na área de São Francisco, na Califórnia (o criminoso reclamava 37 vítimas). Amigo de infância do principal suspeito da polícia, que foi ilibado depois de um teste de ADN, Lafferty escreveu o livro “The Zodiak Killer Cover-up”, publicado nos Estado Unidos em Fevereiro, onde apresentou uma nova teoria explicativa da razão por que homicida em série nunca foi apanhado.
Depois de décadas a dedicar-se à investigação das pistas do caso, o autor acredita que o serial-killer é um homem que terá hoje 91 anos e que vive em Solano County, na Califórnia. Segundo Lafferty, este terá sido protegido pela própria hierarquia da investigação. “Corrupção e intervenção política colocaram a investigação sob uma capa de secretismo, dando imunidade ao louco assassino Zodíaco e uma licença para matar”, escreveu.
O criminoso costumava enviar cartas aos jornais e criptogramas que eram tão complicados que alguns ainda hoje não foram descodificados. As suas vítimas foram alvejadas a tiro ou mortas à facada, e tinham entre 16 e 29 anos. Pelo menos três sobreviveram. A polícia de São Francisco fechou o caso em 2004, mas reabriu-o em 2007.
O principal suspeito da polícia, Arthur Leigh Allen, amigo do autor do livro, acabou por ser ilibado depois de fazer exames de ADN que não coincidiam com o da saliva presente no envelope das cartas enviadas pelo assassino.
O caso foi adaptado ao cinema em 2007, num filme realizado por David Fincher , com Robert Downey Jr e Jake Gyllenhaal como protagonistas. ( SABADO )



Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe