terça-feira, 6 de março de 2012

Paulo Estânio em: "Pura inveja"

Josemar descolou um trampo. Para chegar lá seria necessário ir de busão. No primeiro dia, desceu do busão, caminhou adiante uns 2 minutos e entrou à direita na rua dos Alagados. Isso, em São Paulo, Capital, aquela cidade orgulhosa.
No primeiro dia, deparou-se com o SUV de Paulo Estânio estacionado sobre a calçada, com as quatro rodas sobre a calçada. Josemar não ligou, contornou pelo meio da rua e continuou seu caminho.
No segundo dia, deparou-se novamente com o SUV de Paulo Estânio estacionado no mesmo lugar, da mesma forma. Paciência, pensou. Contornou pelo meio-fio, e quase foi pego por uma moto.
No terceiro dia, idem.
No quarto dia, idem.
( *** )
Ao fim de uns 30 dias, Josemar invocou-se com aquilo. Ficou puto mesmo. Não tinha uma porra dum fiscal para autuar aquele folgado, que todo santo dia fazia rotineiramente aquilo com seu SVU.
Chegando no trampo, catou o telefone e ligou pra CET.
Três horas depois, o fiscal chegou, esperou uns 10 minutos para ver se não chegava o dono. Aí, cansou de esperar e, muito a contragosto, autuou o SUV de Paulo Estânio.
( *** )
Ao sair de casa pra ir à academia, Paulo Estânio viu aquele papel amarelo preso ao pára-brisa. Ficou vermelho de raiva. E bradou, prá quem quisesse ouvir:
- PUTAQUEPARIU!!! Ô vizinhança invejosa!

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe