quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Tradição banida por Mao ressurge: chineses voltam a celebrar casamentos entre pessoas mortas

Chineses fazem casamentos entre noivos-cadáveres
Tradição está de regresso depois de ter sido praticamente exterminada a partir de 1949
Um grupo criminoso do norte da China foi apanhado a tentar revender e recasar uma mulher que já tinha sido vendida e casada alguns dias antes, apesar de se encontrar morta nas duas ocasiões. Apesar da falta de pulso, o primeiro noivo não se preocupou, pois também estava morto, cumprindo a superstição chinesa de casar dois cadáveres tendo em vista uma vida depois da morte.
As detenções ocorreram na provincial de Hebei e serviram para comprovar que a tradição dos «casamentos-fantasma» está de regresso, depois de Mao Tsé-tung ter tentado exterminá-la quando tomou o poder em 1949.
Agora, os especialistas consideram que o mercado dos noivos-cadáveres tem gerado uma complexa rede, que vai das apostas aos ladrões de campas, passando pela fixação de preços e até inflação ou corrupção. ( TVI24 )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe