quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Fome no México: indígenas saltaram para a morte

A pior seca dos últimos 70 anos numa remota aldeia da província de Chihuahua
Os rumores de uma tragédia escondida nas montanhas estão a mobilizar a sociedade mexicana.
Há relatos de que 50 a 60 indígenas se terão atirado de um penhasco por desespero, pela fome causada pela pior seca dos últimos 70 anos.
Acontece que estes índios de uma remota aldeia da província de Chihuahua, no norte do país, símbolo de força e dignidade, têm inspirado historicamente os mexicanos
(
TVi24 com vídeo )


LEIA TAMBÉM:

Indígenas suicidam-se por fome no México
Cerca de 50 indígenas rarámuris suicidaram-se em dezembro de 2011 na Serra Tarahumara do México devido ao desespero de não poderem alimentar os filhos, disse domingo Ramón Gardea, do sindicato Frente Organizada de Camponeses, embora o governo local tenha desmentido a informação.
As mulheres indígenas quando ficam quatro ou cinco dias sem poder dar comida aos seus filhos ficam tristes, e é tanta tristeza que até ao dia 10 de dezembro (2011) 50 homens e mulheres, pensando que não têm nada para dar aos seus filhos, lançaram-se do barranco, disse Gardea a uma rede de televisão do estado de Chihuahua (norte), onde se situa a serra Tarahumara.
O líder camponês não disse quando foi registado o primeiro suicídio dos indígenas, que têm como principais atividades económicas a agricultura, a caça a manufatura de cestos, além da exploração florestal.
No entanto, o governo de Chihuahua desmentiu em comunicado a informação sobre os suicídios.
(
Voz da Rússia / Diário Digital )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe