sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Seis horas seguidas de tuítes carregados de desespero suicida, mas nenhum de seus 500 "amigos" virtuais levou a sério. Agora é tarde.

Adolescente suicida-se após ver pedidos de ajuda serem ignorados
Norte-americana de 18 anos enviou 144 mensagens através do twitter durante seis horas. Nenhum dos mais de 500 'amigos' chamou a polícia.
O caso aconteceu em Rosenberg, estado norte-americano do Texas. Na terça-feira, Ashley Billasano, 18 anos, não foi para a escola e ficou em casa a escrever no twitter, conta a Fox. Durante seis horas, enviou 144 mensagens a relatar a sua dor, afirmando ter sido sexualmente abusada e forçada a prostituir-se.
Ashley descreveu como a polícia terá ignorado as suas queixas, e terminou relatando em directo as suas tentativas de suicídio. À primeira, falhou. Após o anúncio da segunda tentativa, as mensagens cessarem. A adolescente morreu por sufocação - a polícia norte-americana recusa revelar pormenores sobre o método utilizado por Ashley para evitar a repetição do caso.
A polícia do condado de Williamson defende-se e alega ter investigado as suspeitas de abuso sexual, indicando que não foram encontradas provas suficientes para avançar com qualquer acusação judicial.
A imprensa norte-americana centra agora as atenções noutra questão: Porque é que nenhum dos mais de 500 seguidores da conta de Ashley no twitter tentou demover a adolescente ou chamar a polícia?

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe