domingo, 27 de novembro de 2011

Empresa dona da supostamente miraculosa pulseira Power Balance condenada a pagar 42 milhões de euros por enganar pessoas

Burla das «pulseiras milagre» vale mega multa
Processo decorre em tribunal. Empresa dona da Power Balance condenada a pagar 42 milhões de euros por enganar pessoas. Agora está à beira da falência
A empresa que comercializa as chamadas «pulseiras milagre» deverá ser obrigada a pagar 42 milhões de euros por alegada publicidade enganosa.
Até há alguns meses, antes do escândalo encher linhas de jornais e revistas de todo o mundo, a empresa responsável garantia que a sua pulseira Power Balance tinha efeitos benéficos para a saúde, sendo capaz de aumentar a «performance» física de quem a usasse.
De acordo com o diário britânico «Daily Mail», depois de ter vendido milhares de unidades das pulseias de borracha coloridas e com «superpoderes», e depois do pagamento da coima, a empresa, com sede na Califórnia, nos Estados Unidos da América, está à beira da bancarrota.
Segundo a norte-americana «TMZ TV», os 42 milhões de euros que os responsáveis pela alegada burla terão de pagar correspondem a um processo iniciado, no passado mês de Janeiro, no tribunal federal de Los Angeles, nos EUA, por um grupo de consumidores «enganados por acreditarem que o holograma teria sido cientificamente testado em como aumentava o equilíbrio, a flexibilidade e a força do portador».
Não foram apenas simples consumidores que acreditaram na eficácia do acessório.
O futebolista português Cristiano Ronaldo foi apenas um entre dezenas de desportistas mundialmente célebres que aceitaram usar e publicitar a famosa Power Balance, agora a braços com um processo que pode custar à empresa a insolvência total. (
Ag.Financeira )

Pulseiras podem não funcionar, mas talvez os colares sim. Já experimentou?


Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe