sábado, 8 de outubro de 2011

iDaí?: Leitor da Folha ( * ) vai na contramão da canonização de Steve Jobs

"Sou de uma época em que eram considerados gênios pessoas como Aristóteles, Da Vinci, Newton, Beethoven, Camões, Kant, Einstein. Agora, pelo mero consumismo de massa, entrou nesse grupo, empurrado pelas mídias, Steve Jobes, cujo maior objetivo era lucrar para a empresa da qual era sócio"
Guy Salla Clemente ( Guarulhos, SP ), no Painel do Leitor, 07/10/2011

Já outro leitor não parece ter gostado muito das observações de Guy Salla, e segue a correnteza:

O leitor Guy Salla Clement ( "Painel do Leitor",7/10) considera gênios apenas os que viveram antes de nosso tempo. Esqueceu-se que, graças ao processo evolutivo, tivemos um Steve Jobs, e teremos outros. O leitor despreza as qualidades do mundo atual, baseada talvez em teorias ultrapassadas do século 19 sobre a sociedade e a economia.
Francisco da Costa Oliveira (São Paulo, SP), no Painel do Leitor, 08/10/2011

Em que o leitor Guy se baseou ( "talvez" ) eu não sei. O Francisco da Costa chutou essa.  Talvez ( viu, até eu posso usar um "talvez" ) por ser um consumidor entusiasta, daqueles que se orgulha em comprar, comprar e comprar, como se os "gênios" do "nosso tempo" fossem apenas aqueles capazes de inventar coisas que sirvam para ser vendidas. É uma forma de se considerar parte de algo, acho eu. Acabo de pensar no Thomas Alva Edison, considerado por muitos "o maior inventor de todos os tempos" ( Uau! ), cujo gênio criativo patenteou mais de 2300 invenções e ajudou no aperfeiçoamento de diversas outras, entre elas a lâmpada incandescente, o gramofone, o fonógrafo, etc. E houve
Nikolas Tesla ( Ver AQUI também - não deixe de ler! - e saiba o que Tesla tem a ver com Thomas Edison, o "Steve Jobs" de tempos passados )

( * ) Inspirado nos posts do Esquerdopata, que parece ter paciência infinita para ler estas seções de leitores de jornais e revistas.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe