quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Da série "Nos outros países é sempre melhor": americano mofa 26 anos na cadeia por assassinato que não cometeu

Esteve 26 anos preso por um crime que não cometeu
... e agora tornou-se pugilista. Até Barack Obama o elogiou
Dewey Bozella passou 26 anos numa das piores prisões de Nova Iorque, acusado de um crime que não cometeu. Hoje um homem inocente, o americano cumpriu o sonho de uma vida, ser pugilista profissional.
No seu primeiro e último combate de boxe profissional, Bozella não teve a vida facilitada. Mas tanto no ringue como nos tribunais, ele não desistiu e acabou por vencer.
Detido aos 18 anos e acusado do homicídio [ Nota: ou seja, teve "sorte" de não ter ido fritar na cadeira elétrica; talvez o estado onde recebeu a pena não empregue a pena de morte, sonho de muitos brasileiros, sobretudo na mídia demagógica  ] de uma mulher de 92 anos, o norte-americano negou sempre a autoria do crime. Foi-lhe oferecida a liberdade ( em quatro ocasiões ) em troca de uma declaração na qual admitisse a autoria do crime. Recusou sempre e manteve-se na prisão durante mais 19 anos.
“Morreria antes de dizer que cometi o crime. Não posso. Ninguém me vai obrigar a admitir uma coisa que não fiz. Não sou um assassino” disse Bozella.
Apesar de nunca ter desistido de provar a sua inocência, adaptou-se à vida na prisão. Encontrou conforto no pugilismo ( foi várias vezes campeão nos combates prisionais ) e dedicou-se aos estudos na tentativa de tirar a licenciatura e até um mestrado.
Finalmente, 26 anos depois, Bozella (com a ajuda de uma organização que acompanha casos idênticos, a 'Projecto Inocência') foi finalmente dado como inocente.
Não só é hoje um homem livre mas teve também a oportunidade de cumprir o sonho de uma vida. No combate com Larry Hopkins ( 22 anos mais novo do que ele ) venceu por decisão unânime.
“Tudo o que conquistou enquanto estava na prisão e tudo o que tem feito desde que está em liberdade é algo que impressionou toda a gente” disse Barack Obama, ao telefonar a Bozella para lhe desejar boa sorte.
Apesar de ter perdido 26 anos da sua vida na prisão, Dewy Bozella é um homem feliz. “Este é o melhor momento da minha vida” afirma, deixando uma mensagem a todos os que o ouvem: “Nunca desistam!” ( Sábado )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe