sábado, 29 de outubro de 2011

Jaz São Paulo: os camelôs e o "camellódromo"

A Prefeitura paulistana anda pegando pesado contra os centenas ( milhares? ) de camelôs que trabalham no Brás, bairro central de São Paulo. Isso todos já sabem, a imprensa passou a semana falando nisso.
O vereador José Américo ( PT ) diz que a chamada "Operação Delegada" ( um "mecanismo que permite à prefeitura contratar integrantes da PM para prestarem serviços em seus dias de folga", geralmente combatendo os comerciantes ilegais de produtos igualmente ilegais ) sofreu desvio de finalidade [ leia mais aqui ]. Os ânimos estão acirrados e a tendência talvez seja de recrudescimento dos confrontos.
Tal energia mostrada pelo Poder Municipal no combate aos camelôs não inspirou o Conselho de Ética da Assembléia Legislativa de São Paulo a fazer o mesmo com os seus "camelôs". Como sabemos, o deputado governista Roque Barbieri ( PTB, mesmo partido de Roberto Jefferson, que inventou a fábula do "suposto mensalão" ) revelou que "30%" dos membros da casa receberiam propina em troca de emendas que favorecessem construtoras e comparou a Casa a um "camelódromo".  O Conselho enterrou as investigações, tendo ouvido apenas uma testemunha, o deputado Major Olímpio, do PDT. Desejam que o Ministério Público toque a bola adiante. Ou seja, na miúda, sem holofotes. 
Uma denúncia deste tamanho não recebeu muita atenção da - segundo um leitor entusiasmado da Folha - "gloriosa imprensa", que sempre anda em busca de coisas deste tipo. Tal como Jefferson, Roque ainda não apresentou provas ou nomes. Mas isso não o impediu de assinar o requerimento de CPI apresentado pelo PT. Como é de domínio público, CPIs são tabú na Assembléia paulista, e o trator do Partido Único joga pesado. O PSDB, que governa a Maria-Fumaça da Nação desde 1994 e não pretende jamais entregar a rapadura não quer que Comissões Parlamentares sirvam de palco à oposição. Reforçando: o Partido Único Tucano govera o Estado muito tempo antes de Lula e seu "suposto mensalão" subirem ao poder. Vai se saber quanta podreza essa tucanalha esconde, depois de todos estes anos.
Nem mesmo os zelosos e indignados leitores de jornais, sempre empenhados em denunciar supostos malfeitos supostamente cometidos por membros dos governos Lula e Dilma se mostraram dispostos a falar sobre o assunto. Por serem "imparciais" e "impartidários", esta confraria de atentos cidadãos prefere centrar suas atenções no caso que envolve o demissionário ex-ministro dos Esportes, Orlando Silva. Sabe como é, não dá para servir a dois senhores. Assim, sabe-se que estas pessoas não vão organizar outra de suas moribundas e demagógicas "manifestações contra a corrupção", pois não se trata do PT desta vez ( se bem que o Estadão, outro dia, tentou emplacar uma "reviravolta", mencionando umas emendas petistas )..

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A Indústria da Multa e as calçadas horrendas: melhor nem sair de casa

Para o raro paulistano que se disponha a abrir mão do "direito divino" de possuir um automóvel, é cada dia mais difícil andar pelas ruas de São Paulo.
As calçadas, ou são quebradas ou são atravessadas por obstáculos, rampas, aclives e degraus, graças a nula presença de fiscalização por parte da prefeitura, que, por sua vez, deixa o serviço para algum cidadão indignado, que acaba fazendo o papel de "fiscal/delator".
Nada contra dedurar, não fosse o fato de que mesmo as denúncias demoram para receber uma resposta prática, na forma de atuação.
Também deve-se lembrar que falta (e falta mesmo!) efetivo na CET, ou seja, o número de amarelinhos é insuficiente, insignificante mesmo.
Assim, basta olhar para os motoristas para pegá-los despreocupadamente falando ao celular, estacionando massivamente sobre as calçadas, passando no semáforo vermelho, rodando em velocidade acima do limite etc., sempre com aquela confiança de que não serão flagrados pelas autoridades.
Dito isso, dá pena de ver pessoas supostamente "denunciando" uma a existência de uma suposta "indústria da multa" em São Paulo. Pobres pedestres. (
FOLHA )

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Da série "Nos outros países é sempre melhor": 800 clínicas médicas para atender 50 milhões de pessoas? Só pode ser um Paraíso!

Essa daqui saiu num lugar insuspeito: a coluna TV / Série do caderno de televsão que circula no Estadão de domingo. O texto de Etienne Jacintho ( "É uma série médica, mas não para por aí" ) fala sobre, of course, uma nova série médica que estréia no Canal Warner, chamada "A Gifted Man". A certa altura ela cita o produtor da série e pediatra, Neal Baer. Diz o sujeito:
"Fui atraído pela premissa da série, sobre um médico que caminha entre dois universos da medicina nos EUA: um bem high-tech, acessível se você tem um determinado plano de saúde, e outro daqueles que não têm seguro. Quem não tem plano de saúde vai às clínicas gratuitas. São 800 delas para 50 milhões de pessoas."
Não sei o que são estas clínicas, talvez um tipo de posto de saúde. Um paraíso, melhor que o SUS, ahn? Melhor que São Paulo, talvez. Aliás, o presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo reclamou que os dois salários pagos pelo município paulistano e pelo governo estadual "São os dois mais baixos do país".

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Males de nosso tempo: refrigerante deixa molecada violenta, diz estudo

Jovens que bebem mais refrigerantes são mais violentos ( * )
Estudo liga consumo de bebidas gaseificadas à agressividade
O elevado consumo de bebidas gaseificadas entre os adolescentes pode estar ligado a um comportamento mais agressivo, assegura um estudo divulgado pela publicação «Injury Prevention».
Os adolescentes que bebem mais de cinco latas de bebidas gasosas são significativamente mais propensos a ter atitudes violentas entre as quais se inclui utilizar armas e perpetrar agressões.
O estudo está baseado numa sondagem feita em Boston, Massachusetts, a 1.878 adolescentes entre os 14 e os 18 anos de 22 escolas públicas. ( TVi24

( * ) Além de obesos, cariados, diabéticos. Refrigerante é isso aí.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Livro diz que Hitler morreu na Argentina em 1962. De velhice.

Afinal Hitler morreu de velhice na Argentina em 1962
No recém-publicado livro “Lobo Cinzento: A Fuga de Adolf Hitler”, dois historiadores desafiam a história e acreditam que a vida de Hitler não terminou no bunker em Berlim.
Os autores reclamam ter encontrado indícios evidentes de que Hitler e Eva Braun não se terão suicidado mas sim fugido de submarino para um enclave nazi na Argentina. No país, o casal ter-se-à divorciado, deixando duas filhas.
“Não há provas forenses que comprovem a morte do casal e os relatos de testemunhas que confirmam a sua presença na Argentina são extremamente excitantes” diz o autor Gerrard Williams. As ossadas que alegadamente pertencem a Hitler (e se encontram hoje na Rússia) são de uma mulher de 40 anos, quando Hitler teria, à data da morte, 56 anos.
A teoria não fica por aqui. O livro explica que os serviços de inteligência americanos permitiram a fuga do Führer em troca de acesso a tecnologia de guerra nazi.
Nos dias cruciais, antes da chegada das tropas aliadas a Berlim, dois duplos terão tomado o lugar do casal alemão, dando-lhes tempo para a fugir. Durante a fuga viajaram para a Dinamarca, passaram por Espanha e, com o apoio do General Franco, embarcaram num submarino com destino a Mar del Plata na Argentina.
Os autores baseiam-se também numa investigação no terreno, tendo recolhido relatos de testemunhas que viram Hitler na Argentina.
A teoria de Williams e Dunstan tem sido ridicularizada por outros historiadores. “É 2000% de lixo”, afirma o famoso historiador Guy Walters. “Os dois autores deviam ter vergonha de tentar impingir este tipo de disparates. É simplesmente inacreditável que as editoras lhes tenham dado todo este destaque”.
O historiador reclama que ele e os seus colegas estudaram e comprovaram a morte do casal no bunker em Berlim e sentem que esta nova teoria tenta “deitar ao lixo décadas de investigação feita por verdadeiros historiadores”. ( Sábado )

COMENTÁRIO: Provavelmente continuará prevalecendo a "visão marxista" da História, que diz que Hitler se suicidou em seu bunker.

Cena paulistana. Deprimente, mas nossos brancos são mais brancos que os brancos dos outros...

Da série "Nos outros países é sempre melhor": americano mofa 26 anos na cadeia por assassinato que não cometeu

Esteve 26 anos preso por um crime que não cometeu
... e agora tornou-se pugilista. Até Barack Obama o elogiou
Dewey Bozella passou 26 anos numa das piores prisões de Nova Iorque, acusado de um crime que não cometeu. Hoje um homem inocente, o americano cumpriu o sonho de uma vida, ser pugilista profissional.
No seu primeiro e último combate de boxe profissional, Bozella não teve a vida facilitada. Mas tanto no ringue como nos tribunais, ele não desistiu e acabou por vencer.
Detido aos 18 anos e acusado do homicídio [ Nota: ou seja, teve "sorte" de não ter ido fritar na cadeira elétrica; talvez o estado onde recebeu a pena não empregue a pena de morte, sonho de muitos brasileiros, sobretudo na mídia demagógica  ] de uma mulher de 92 anos, o norte-americano negou sempre a autoria do crime. Foi-lhe oferecida a liberdade ( em quatro ocasiões ) em troca de uma declaração na qual admitisse a autoria do crime. Recusou sempre e manteve-se na prisão durante mais 19 anos.
“Morreria antes de dizer que cometi o crime. Não posso. Ninguém me vai obrigar a admitir uma coisa que não fiz. Não sou um assassino” disse Bozella.
Apesar de nunca ter desistido de provar a sua inocência, adaptou-se à vida na prisão. Encontrou conforto no pugilismo ( foi várias vezes campeão nos combates prisionais ) e dedicou-se aos estudos na tentativa de tirar a licenciatura e até um mestrado.
Finalmente, 26 anos depois, Bozella (com a ajuda de uma organização que acompanha casos idênticos, a 'Projecto Inocência') foi finalmente dado como inocente.
Não só é hoje um homem livre mas teve também a oportunidade de cumprir o sonho de uma vida. No combate com Larry Hopkins ( 22 anos mais novo do que ele ) venceu por decisão unânime.
“Tudo o que conquistou enquanto estava na prisão e tudo o que tem feito desde que está em liberdade é algo que impressionou toda a gente” disse Barack Obama, ao telefonar a Bozella para lhe desejar boa sorte.
Apesar de ter perdido 26 anos da sua vida na prisão, Dewy Bozella é um homem feliz. “Este é o melhor momento da minha vida” afirma, deixando uma mensagem a todos os que o ouvem: “Nunca desistam!” ( Sábado )

Pastor refaz contas e decide que Fim do Mundo ocorre amanhã

Harold Camping faz nova previsão
Afinal o mundo vai acabar já na próxima sexta-feira, dia 21. Pelo menos a fazer fé nas contas do pregador evangélico do movimento ‘Family Radio’, Harold Camping, que já tinha previsto o apocalipse para 21 de Maio passado.
O pregador explicou, na altura, que fez mal as previsões devido a um erro de interpretação da Bíblia. A data de 21 de Maio era o ‘Dia de Julgamento’ mas apenas no plano espiritual. Nesse dia, segundo Harold Camping, iniciou-se o “processo de destruição” que está concluído a 21 de Outubro, cinco meses depois. Durante este período, os seguidores de Harold Camping acreditam que o mundo está sob julgamento.
À data da primeira profecia, muitos crentes abandonaram as suas casas, deixaram os empregos e desfizeram-se dos seus bens.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Grupo de hackers alemão denuncia que autoridades daquele país empregam spyware de forma ilegal.

Alemanha investiga spyware utilizado pelas autoridades
O governo alemão vai lançar uma investigação nacional e estatal sobre a utilização de software de espionagem por parte das autoridades policiais
O anúncio foi feito pelo Ministério da Justiça alemão e surge um dia depois de um grupo de hackers local, denominado Chaos Computer Club (CCC), ter alertado para a utilização de um programa de spyware por parte das autoridades, que estaria a ser utilizado à margem da lei.
Segundo a imprensa local, pelo menos quatro estados da Alemanha já admitiram ter recorrido ao polémico software para investigações criminais.
O software em causa foi identificado pelo CCC, que alega que este está a ser utilizado pelas autoridades não só para monitorizar comunicações, como está previsto na legislação alemã para determinados casos, mas também para controlar o PC de forma remota ou executar outros programas, o que é ilegal.
Além da existência do spyware, os hackers alertaram para o facto de este conter falhas «significativas» que fazem com que seja relativamente fácil ser utilizado por terceiros. (
SOL )

E o Minority Report vai se tornando real

EUA testam detector de criminosos
Prever se alguém tem tendência para cometer crimes. Este é o objectivo do projecto FAST, que está a ser desenvolvido pelo governo dos EUA
Parece ficção mas é a realidade. As autoridades norte-americanas revelaram estar a trabalhar num sistema para detectar se alguém tem tendência para vir a cometer crimes.
Segundo as revelações efectuadas pelo Electronic Privacy Information Center (EPIC), ao abrigo da lei norte-americana, o detector de potenciais criminosos já está a ser ensaiado em voluntários. O programa FAST pretende detectar se uma pessoa tem traços que permitam suspeitar que a mesma possa cometer delitos criminais no futuro imediato. Por isso uma das possíveis utilizações deste programa será nos aeroportos, de forma a controlar quem entra no país [ Nota do Blog: Mas não quem sai... ] .
O governo ainda não tem planos para a entrada em funcionamento deste programa, mas a EPIC já veio manifestar o seu receio sobre a futura utilização do FAST, uma vez que o mesmo pode pôr em causa os direitos das pessoas.
De acordo com a informação da EPIC, o FAST permite analisar dados como o movimento corporal, as mudanças de entoação da voz, os movimentos dos olhos, as alterações da temperatura corporal e da respiração e situações de stress. Estes dados são depois cruzados com a profissão, a idade e o sexo do indivíduo em causa. (
SOL )

domingo, 9 de outubro de 2011

No Correio da Elie é só filé: Eugene Chadbourne & Evan Johns - Killbillies

Paulo Estânio, sujeito a guincho

Paulo Estânio parou seu carro em frente àquela casa, pois era o único lugar naquela rua onde havia vaga para estacionar. Paulo Estânio poderia ter ido de ônibus ou taxi, mas não quis. Até mesmo a pé podia ter ido, pois não era longe de sua casa. Mas, como sempre, foi de carro. Paulo Estânio vai de carro à padaria.
Pois bem. Descendo do carro, Paulo Estânio notou que a casa era um tanto velha. Um museu destoando das outras moradias do bairro moderno. Havia árvores ressequidas que davam um ar sombrio ao local. Mas estava melhor que outras residências, onde as árvores e plantas foram derrubadas e a área cimentada para dar lugar a vagas para automóveis. Depende o ponto de vista. Paulo Estânio só gosta de árvores confinadas em praças e parques, que aí a responsabilidade pela manutenção e a limpeza ficam a cargo do poder público. Pra isso pagamos nossos impostos.
A casa, voltando a vaca fria, era meio sombria, tinha um aspecto realmente abandonado, pintura acinzentada, paredes descascando, vidraças quebradas e as janelas tinham por trás cortinas pesadas e de cor indefinível. Eram seis da tarde.
Algo destoava naquela casa, a casa que destoava das demais.
No portão, havia um aviso: Não Estacione. Sujeito a Guincho.
Portanto, eram duas as informações contidas no aviso: alguém devia morar lá. Dois: não gostava que estacionassem em seu portão.
Como poderia alguém morar sob aquele monte de tijolos em risco de cair?
Paulo Estânio decidiu que deixaria o carro ali. Trancou tudo direitinho, pois a cidade está cheia de gente má e desonesta, e foi embora. Ia beber de montão.

HORAS DEPOIS...
Horas depois, Paulo Estânio retorna a seu automóvel. Que havia deixado em frente a um casarão sombrio. Paulo trazia Paula, a mina de um amigo dele, mas que Paulo xavecou. Noite divertida, hm?
Paula entrou no carro e, quando Paulo se preparava para entrar, assustou-se com uma voz que veio detrás dele:
- O senhor não teme guinchos?
- IAU!... Digo, o quê? Digo, qu-que-quem é o senhor? Digo... nã-ão, não tenho medo de guinchos.
Diante de Paulo Estânio estava um senhor elegante e muito pálido. Cabelo totalmente penteado para trás, cãs ligeiramente embranquecidas. Vestia preto. Muito elegante. Tom de voz perturbantemente calmo, porém incisivo. Chamava-se Klaus. Paulo engoliu em sêco.
- Mmm... Muito bem, senhor. Nos dias de hojé é difícil encontrar pessoas destemerosas.
- Er, bem, um guincho é só um guincho, né? Não é pra tanto.
- Deveras. Mas vejo que o senhor não respeitou nosso apelo para que não estacionasse. Não teme guinchos, não teme provocar a ira nas pessoas. Não teme desapontar os outros, ou causar-lhes algum dano...
- Bem, é que a casa parecia não ter ninguém morando. É muito velha e caída, digo, carece de alguns cuidados...
- O senhor tem toda razão. Mas não é motivo para ignorar nosso pedido.
Paulo Estânio já começava a se irritar:
- Olha meu chapa, seguinte: eu já tô saíndo, tô com uma mina aí. Não quero perder mais meu tempo, tá bão, sangue bão? Vou nessa!
O senhor elegante levantou, quase imperceptivelmente, uma sobrancelha. Seus olhos avermelharam-se, também levemente. Mas fora isso manteve-se impassível diante daquele petulante.
- Já de saída? Agora que eu ia chamar... o guincho. Guincho, não: guinchos. Pessoas como o senhor precisam de reforço para serem contidos e educados, não é verdade?
- Tá bom, velho. Chama o guincho logo, panacão! Ou "os guinchos", se preferir. Até eles chegarem eu já terei azulado daqui, otário! Vacilão!
- O senhor me entende mal. Quando eu chamá-los, estarão aqui em segundos.
- Putz, que vacilão! Não tem guincho, não tem amarelinho, não tem fiscal nessa porra! Eu faço o que eu quero nessa cidade e nunca fui multado! São Paulo é terra de ninguém! Tô bebaço agora e vou sair dirigindo, meu. E ainda vou fala no celular ao mesmo tempo, seu babaca!
- Isso o senhor diz. Tenho permissão para chamar os guinchos, então?
- Puta, tu é um seboso, heim? "Tenho a permissão...?" Que blablabla! Chama logo essa porra!!! Toma! Quer meu celular pra ligar? Nessa porra de casa velha cê deve usar um telégrafo!!! HAHAHAHA! Seu museusão!
Paula, facinha dentro do carro, cobra:
- E aí, Paulo? Cê vem ou não?
- Calma aí, mina. Tô levando um lero com o mordomo aqui. Ele vai chamar o guincho.
- Putz, que imbecil, retrucou Paula. Deixa ele aí e vamo embora!
- A senhorita carece de modos de dama, diz o "mordomo", dirigindo-se a Paula. Você formam um casal bastante distinto.
- E então?, desafiou Paulo. Vai chamar o guincho ou não? Quer levar porrada?
- Se não tenho outra opção... - suspira o elegante senhor de cãs embranquecidas.
Mas ele não se mexe. Apenas olha para o céu.
- E aí, cadê?, desafia Paulo, de novo.
Klaus o conforta:
- Já estão vindo, não percebe? O som...
- Que som? Sirenes? Ouço nada.
Um leve sorriso de profunda alegria brota no rosto do sr. Klaus. Seus olhos brilham.
- Já estão aqui.
GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI
GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI GUI
GUI GUI GUI GUI GUI GUI
- O quê? Que que é isso? Cadê os veículos? Que som é esse e de onde vem? Que brincadeira é essa, velho bastardo?
- São os guinchos, meu caro senhor. Divirta-se e resolva nossas diferenças com eles. Passe bem.
- QQQ-QUÊ? ONDE?
Paulo olha pro céu. Quando volta seu olhar a Klaus, ele não se encontra mais ali.
- Cadê? Onde cê se escondeu? Sai daí, cachorro!!
Paula grita:
- Vem logo caralho! O céu tá escurecendo! Vai chover. Olha como aquelas nuvens escuras cobrem o céu!
- Nuvens! Putz, caramba, é mesmo. É melhor eu...AAARGHHHHH!
- Que foi, Paulo? Eu falei queAAAAHHHHRRGHH!
Milhares de moregos mordedores, chupadores de sangue humano e portadores de raiva cobrem Paulo e invadem o carro onde está Paula. O casal grita o quanto pode, mas não podem muito.
No interior da casa, Klaus se serve de uma taça de vinho.
GUI-GUI-GUI.
- Sim, Bóris. Detesto gente folgada.

Johnny Cash: Home Of The Blues ( Vídeo )

apesar das questões salariais não resolvidas, Fox anuncia mais duas temporadas de "The Simpsons"

"Os Simpsons" vão continuar mais duas temporadas
A cadeia de televisão "Fox" anunciou que renovou o contrato para a produção da série e colocou um ponto final nos rumores que apontavam para um final.
"A Fox renovou o contrato para a produção de "Os Simpsons", a série cómica mais longa da história da televisão, para as temporadas 24 e 25", lê-se no comunicado da empresa. A Fox, contudo, não adiantou pormenores sobre a redução ou não dos salários das pessoas que dão a voz aos bonecos animados.
A continuidade de "Os Simpsons" chegou a estar em risco, pois a Fox tinha anunciado que não iria renovar o contrato se os principais actores que faziam as dobragens das vozes não reduzissem os salários em 45%.
Numa contraproposta, os actores anunciaram que aceitavam cortes de 30% caso tivessem direito a uma fatia nos direitos de merchadising. Mas o comunicado da Fox não esclareceu como a disputa foi resolvida. (
DN )

No Primeiro Mundo é assim ( ou: "Da série 'Nos outros países é sempre melhor'" ): Milão proíbe carros de circularem por causa da poluição que causam

Carros proibidos em Milão por causa da poluição
Carros de alta cilindrada já estavam proibidos desde quinta-feira


"Snif, esnifes, e o direito de ir e vir, meu Deus?"


A circulação automóvel foi proibida este domingo em Milão [ Nota do blog: Sim, a cidade onde ocorre o famoso Salão de Automóveis, ou Feira, sei lá ], entre as 08 e as 18 horas locais, devido à forte poluição atmosférica que se arrasta há duas semanas, revelou fonte do município.
De acordo com a fonte, citada pela France Presse, os veículos de alta cilindrada mais poluentes já estavam proibidos desde quinta-feira. A limitação deve manter-se pelo menos até segunda-feira. A concentração de partículas finas em suspensão na atmosfera foi subindo ao longo dos últimos 15 dias, para atingir sexta-feira o seu pico.
A sociedade de transportes públicos de Milão prevê intensificar a circulação de metro e autocarros enquanto vigorarem as limitações ao tráfego.
Na noite de sábado o vento começou a baixar a concentração de partículas em suspensão no ar na cidade.
(
JN )



sábado, 8 de outubro de 2011

iDaí?: Leitor da Folha ( * ) vai na contramão da canonização de Steve Jobs

"Sou de uma época em que eram considerados gênios pessoas como Aristóteles, Da Vinci, Newton, Beethoven, Camões, Kant, Einstein. Agora, pelo mero consumismo de massa, entrou nesse grupo, empurrado pelas mídias, Steve Jobes, cujo maior objetivo era lucrar para a empresa da qual era sócio"
Guy Salla Clemente ( Guarulhos, SP ), no Painel do Leitor, 07/10/2011

Já outro leitor não parece ter gostado muito das observações de Guy Salla, e segue a correnteza:

O leitor Guy Salla Clement ( "Painel do Leitor",7/10) considera gênios apenas os que viveram antes de nosso tempo. Esqueceu-se que, graças ao processo evolutivo, tivemos um Steve Jobs, e teremos outros. O leitor despreza as qualidades do mundo atual, baseada talvez em teorias ultrapassadas do século 19 sobre a sociedade e a economia.
Francisco da Costa Oliveira (São Paulo, SP), no Painel do Leitor, 08/10/2011

Em que o leitor Guy se baseou ( "talvez" ) eu não sei. O Francisco da Costa chutou essa.  Talvez ( viu, até eu posso usar um "talvez" ) por ser um consumidor entusiasta, daqueles que se orgulha em comprar, comprar e comprar, como se os "gênios" do "nosso tempo" fossem apenas aqueles capazes de inventar coisas que sirvam para ser vendidas. É uma forma de se considerar parte de algo, acho eu. Acabo de pensar no Thomas Alva Edison, considerado por muitos "o maior inventor de todos os tempos" ( Uau! ), cujo gênio criativo patenteou mais de 2300 invenções e ajudou no aperfeiçoamento de diversas outras, entre elas a lâmpada incandescente, o gramofone, o fonógrafo, etc. E houve
Nikolas Tesla ( Ver AQUI também - não deixe de ler! - e saiba o que Tesla tem a ver com Thomas Edison, o "Steve Jobs" de tempos passados )

( * ) Inspirado nos posts do Esquerdopata, que parece ter paciência infinita para ler estas seções de leitores de jornais e revistas.

Transeunte manda Globo "calar a boca" em pleno noticiário ao vivo!




"Como? Vai tomar suco de cajú, amiguinho?"

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Crime ou manifestação do sobrenatural? Ponte simplesmente desaparece na Pensilvânia ( EUA )

Polícia procura ponte roubada na Pensilvânia
A polícia do estado da Pensilvânia, nos EUA, está à procura de uma ponte de aço roubada da zona rural de Lawrence County. A ponte está avaliada em 100 mil dólares, cerca de 75 mil euros.
A polícia acredita que a ponte, que media 15 por 6 metros, foi desmantelada com a ajuda de um maçarico.
Os investigadores do caso dizem que a ponte foi roubada entre 27 de Setembro e 5 de Outubro.
O site de notícias americano "Wtae.com" mostra o vídeo do acontecimento. (
JN )

LEIA:
$100K Steel Bridge Dismantled, Stolen From Rural Area

Read more:
http://www.wtae.com/news/29413287/detail.html#ixzz1a8xlM1ID

Temos a honra de apresentar: Paulo Estânio! Você vai se emocionar com ele!


Um personagem semi-ficcional-documental, inspirado em pessoas vivas ou mortas captadas em performances cotidianas..
Nascido, crescido e ( mal- ) criado em São Paulo, o umbigo do hemisfério sul.
Humor!
Romance!
Suspense!
Drama!

Paulo Estânio terá características e comportamentos mutáveis, ao contrário dos personagens de ficção conhecidos. Vejam, por exemplo, o pão-duroTio Patinhas. Até mesmo o mestre Carl Barks às vezes o fazia em papéis de covarde, ou trapalhão, ao contrário do que ele mesmo havia pensado pro seu rico personagem, um cara durão que escavucou todo o Alaska, enriqueceu sendo mais durão que os durões e mais esperto que os espertos.
Vejam: um personagem-cartum não pode jamais perder características que o definam. O Cascão não toma banho nem que o próprio Maurício de Souza mande. Não há mudança, nem variação.
Como já citei acima, no caso do Tio Patinhas, às vezes até ele precisou ser salvo pelo molengão Pato Donald, que recebe - deve depender do humor do roteirista - uma injeção de coragem e bravura, além de alguma inteligência, o que não é bem o forte do personagem.
Com o exemplo dado, concedo-me licença para fazer Paulo Estânio possuir características ou agir de modo contraditório, e mesmo assim ele será o mesmo. Um dia ele poderá ter o cabelo do Neymar, noutro usará barba e será careca e terá tatuagem com os nomes dos filhos no antebraço. Compreendem? Não. Com o passar do tempo irão compreender.

PAULO ESTÂNIO. TODOS CONHECEMOS ALGUÉM IGUAL A ELE
Paulo Estânio é, antes de tudo, um paranóico. Ele sempre acha que existe uma conspiração, formada por políticos ladrões, amarelinhos ou marronzinhos, mendigos e sem-terra, banqueiros e bancários, grevistas, ladrões de carros, mulheres vagabundas e flanelinhas, comerciantes safados, fiscais da Prefeitura e outros. Todos eles se juntam com o objetivo de assaltar-lhe o bolso.
Paulo Estânio foi um dos primeiros brasileiros a comprar um telefone celular tijolão. Ele ficava na panificadora CPL ( Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo ) andando pra lá e pra cá e falando alto, só pras pessoas notarem que ele comprou um celular.
Paulo Estânio lava a calçada todos os dias, mas é ele quem paga a conta da água barata que temos ainda.
Quando está de bike, Paulo Estânio investe contra o pedestre; quando está de moto, Paulo Estânio joga a moto contra o pedestre e o ciclista; quando está de carro, Paulo Estânio atropela pedestre, ciclista e motoqueiro.
Paulo Estânio ensina o filho a dirigir desde os 14 anos, que é pra ele sair comendo as menininhas logo; estranhamente, Paulo Estânio não ensina a filha a dirigir.
Paulo Estânio protesta. Ele tem um modo muito peculiar de protestar. Votando no Tiririca, por exemplo. Depois, recusa-se a admitir que votou no cara.
Quando está na rua procurando um endereço, Paulo Estânio não pede ajuda: EXIGE. Depois que consegue a informação, vira as costas e sai sem agradecer.
Paulo Estânio diz, com uma pontinha de desgosto e fatalismo, que o mundo é materialista mesmo. Como forma de protestar contra esse materialismo que permeia as relações humanas, Paulo Estânio vai às compras. Paulo Estânio adora comprar. E respeita as pessoas que adoram comprar. Respeita, mas procura competir com elas. Paulo Estânio compra coisas que não precisa. 
Não existe bem um mercado consumidor no Brasil. Alguns dizem - não sei se de forma sarcástica - que o Brasil tem 30 milhões de consumidores. Evidentemente, o grosso destes consumidores está em São Paulo. As peças publicitárias, portanto, tratam de convencer Paulo Estânio a gastar seu dinheiro. As peças publicitárias são feitas para Paulo Estânio. Todas elas, inclusive estas propagandas imbecis de cerveja, de carros, celulares e, mais recente, da HOPE. Todas falam ao coração gastador e influenciável de Paulo Estânio.
A CULTURA DE PAULO ESTÂNIO
Paulo Estânio lê a vEJA, o Estadão, a Folha, o Narloch, a Zíbia Gasparetto e o Laurentino.
Paulo Estânio tem uma biblioteca repleta de obras de auto-ajuda.
Os filhos de Paulo Estânio só lêem o que vai cair no Vestibular. E a Recreio.
Paulo Estânio e sua esposa, Paula, compram livros que ensinam a ter sucesso na vida sem muito esforço, ou por meio de uma ajudinha sobrenatural. Se existir um título como "Chico Xavier e o Segredo da Riqueza", com certeza Paulo e Paula já leram e recomendaram aos amigos.
Paulo Estânio tem orgulho de ter nascido em São Paulo. E adora falar de suas raízes italianas. Paulo Estânio já foi a Miami.
Paulo Estânio não tem cultura musical. Qualquer coisa que lhe dê alguma sensação de ser igual está valendo. Pode ser o "pagode na casa do gago", o "como uma Deusa" ( ops! ) ou Racionais. Funk, Bonde, Sertanejo Universitário, Axé. Contanto que ele possa ouvir alto, enquanto anda pelas ruas do bairro em seu carro. Paulo Estânio detesta jazz, moda de viola autêntica, klezmer ou Mozart, porque ninguém na rua gosta deste tipo de música. Quando o Nirvana ficou conhecido, Paulo Estânio comprou o Nevermind, mas deu graças a Deus que a moda passou. A música até era popular em termos, mas poucos no bairro gostam de rock, e são pessoas meio esquisitas, cara de loosers. Paulo Estânio detesta loosers. Adora músicos que exibem sucesso, usam correntões de ouro, posam com seus carrões nos clipes e enrabam as cadelas interesseiras. Tem que olhar feio e contar vantagens, tipo "eu faço e aconteço, eu isso, eu aquilo, eu, eu eu..."
Paulo Estânio não aprecia música, ele escuta o que os outros escutam. E gota de música que tenha batida. De preferência, qu seja só batida, que é pra não precisar pensar muito. Não gosta de perder tempo apreciando as coisas. A música deve ser apenas um acompanhamento para coisas mais importantes, jamais um fim em si. Música boa é aquela que se possa ouvir alto, no aparelho de som automotivo que custou a a maior grana. Paulo Estânio comprou um violão pra ver se o filho fica famoso. O moleque demonstrou desinteresse, preferia jogar xadrez, e Paulo Estânio bateu nele.

( CONTINUA... )

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Yahoo! censurou e-mails que continham expressões como "protestos" e "Occupy Wall Street"!

Yahoo censura mensagens de e-mails com referências aos “protestos em Wall Street”
Numerosos usuários do serviço de correio eletrônico do Yahoo foram impedidos de enviar e-mails em cujas mensagens estivessem mencionados termos como “protestos” e “ocupem Wall Street”, acampamento que foi iniciado em Nova Iorque desde o dia 17 de setembro, em uma praça próxima a Wall Street.
As mensagens com convites para a atividade denominada “Occupy Wall Street” foram bloqueadas pelo sistema de filtros do Yahoo. “Sua mensagem não foi enviada. Sua conta de usuário está associada com uma atividade suspeita”, avisava o sistema.
Quando a censura tornou-se pública, os representantes do Yahoo se apressaram em declarar que não sabiam que as mensagens estavam sendo bloqueadas, embora os filtros sejam criados e configurados pela empresa. Pediram desculpas, mas não há como esconder que o bloqueio foi uma censura definida na empresa. ( HORA DO POVO )

Empresário chinês oferece raiz a Chávez para curar o câncer

Chinês oferece raiz a Chávez para curar o cancroO canal estatal Venezuelana de Televisão transmitiu o momento em que o empresário chinês entregou à ministra venezuelana de Saúde um pequeno cofre transparente com a raiz.Um empresário chinês ofereceu, na terça-feira, ao presidente Hugo Chávez uma raiz que acredita poderá ajudá-lo no tratamento que realiza para combater as células cancerígenas.
«Isto aumenta a capacidade de imunidade de uma pessoa, espero que possa servir para a saúde do presidente ( Hugo Chávez ) e desejo que possa prová-la», disse Zhan Benzi, presidente da empresa chinesa Meheco, responsável pela entrega de mais de 19 mil equipamentos médicos.
O canal estatal Venezuelana de Televisão (VTV) transmitiu o momento em que o empresário, durante o evento Exposaúde 2011, entregou à ministra venezuelana de Saúde, Eugénia Sader, um pequeno cofre transparente, onde era possível ver a estranha raiz, cujo nome não divulgou. ( TVi24 )

Guilhotina salarial pode acabar com desenho "Os Simpsons"

'Os Simpsons' estão em risco
Os actores que dão voz aos principais personagens dos Simpsons ganham 8 milhões de dólares, por ano, cada um.
Os Simpsons, um ícone da cultura norte-americana e que já vai na 23ª temporada, correm assim o risco de chegar ao fim caso os actores não concordem com a redução de 45 por cento proposta pela Fox, o canal televisivo que produz a série. Os responsáveis pelo canal deixaram bem claro que se os actores não concordarem com a redução dos seus salários, os Simpsons passarão mesmo à história. Homer, Bart, Marge e Lisa são vistos em mais de 100 países. ( Sábado )
"Eu grito, mas minha voz não saaaiiii...!"


Pediu bilhete da loteria "X", recebeu o bilhete da loteria "Y" e acabou sendo sorteada.

Ficou milionária com um erro no bilhete da lotaria
Engano rendeu-lhe cerca de 19 milhões de euros
Uma mulher desempregada norte-americana recebeu um prémio de lotaria de cerca de 19 milhões de euros depois da funcionária da loja se ter enganado a entregar-lhe o bilhete do jogo.
Kathy Scruggs, de 44 anos, tinha pedido um bilhete para um jogo da lotaria local, o Mega Millions, mas por erro da funcionária recebeu um bilhete para um jogo Powerball.
Scruggs está «feliz e agradecida» e com o dinheiro que ganhou pretende comprar um carro, uma casa para a mãe e para a avó, viajar, ajudar outras pessoas, criar uma fundação para dar assistência a pessoas sem-abrigo e garantir atendimento dentário a pessoas carenciadas. ( TVi24 )

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Meio ambiente: inventaram a "roupa biodegradável" para os mortos

Roupa biodegradável para os mortos
Os tecidos naturais biodegradáveis brancos dominam a colecção de vestuário idealizada pela australiana Pia Interlandi. As peças, simples, são enriquecidas com pormenores em seda e bordados de poemas ou letras de canções, feitos a pedido dos clientes ou dos descendentes destes. Actualmente, a designer só trabalha por encomenda, mas em 2012 a sua linha comercial Garments for the Grave ( roupas para o túmulo ) será colocada à venda em várias cidades da Austrália.
A ideia surgiu-lhe quando vestia o falecido avô. “Estava a calçar-lhe os sapatos e pensei: ‘Mas ele vai andar para onde? Ele não precisa destes sapatos para nada’”, contou a designer de 26 anos durante uma conferência sobre a morte, organizada pela Universidade de Sidney. Começou então a pensar criar roupas biodegradáveis que se decompusessem com o corpo. ( Sábado )

"Gás no Cingapura" é pretexto pro Shopping Center Norte anexar conjunto habitacional, diz líder comunitário

Essa notícia saiu no jornal popular MAIS há uns 3 ou 4 dias ( Ah!, tá aqui: foi em 30/09 - "Vizinhos na Bronca" ) e nem sei se tá valendo alguma coisa. Nem sei se a área, por ser de um conjunto habitacional, poderia ser vendida. Mas, numa busca pela Internet não encontrei nada sobre isso. Bom, a informação de que o Center Norte se interessara pela área é o mais relevante, no meu entendimento. O jornal disse que entou em contato com a assessoria de imprensa do shopping, mas não obteve resposta até o fechamento da edição. Depois desta data, não lembro de ter saído mais nada. Assim, achei que seria interessante registrar, meio mutilado, claro.

VIZINHOS NA BRONCA
Moradores do Cingapura não temem gás e líder comunitário fala em especulação para baixar preço dos imóveis
O conjunto habitacional Cingapura Zachi Narchi, na avenida de mesmo nome, é vizinho ao Shopping Center Norte e também foi considerado como área de risco de explosão.
Para o líder comunitário Ed Carlos, 33 anos, há interesses maiores em jogo, por isso a situação antiga veio à tona só agora. Ele disse que há poucos meses foi feita uma reunião [ Nota do blog: não diz quem marcou a reunião ] com representantes do Center Norte, que manifestaram o desejo de ter o espaço do Cingapura [ grifo do blog ]:
- E o problema agora é que com essa história de gás, mais o medo de quem mora e a falta de informação, vai acabar acontecendo uma desvalorização. Então, um apartamento que custaria R$ 50 mil cai para menos de R$ 20 mil - explicou Ed Carlos.
Lígia Oliveira, de 37 anos, morava no local quando o shopping nem existia e disse que não vai embora do conjunto:
- Realmente tudo isso aqui era um grande lixão. Aqui era só barraco. Onde fica o shopping acabava ficando um pântano. O problema então sempre existiu. Mas se não explodiu até agora, não tenho medo - disse Lígia.
TROCA DE PASSES
Ed Carlos, líder comunitário
Essa situação do gás está assustando os moradores?
Está virando piada. O gás nem cheiro tem [ N.do blog: não sei se este tipo de gás possui algum cheiro ] e muita gente diz que sente. Para mim é jogo de interesses. Porque o Center Norte que o espaço para expandir.
Como assim?
Em reunião eles apresentaram uma maquete que considerava a incorporação da área do Cingapura. Essa história do gás vai baratear o conjunto habitacional.

Comentário: Parece um pouco aquelas históras que a gente via nos "far-wests", em que o o empresário inescrupuloso quer as terras de uns colonos porque vão construir ali uma ferrovia. Assim, o picareta contratava uma parelha de capangas para dar um apavoro nas pessoas a fim de afugentá-las dali, e compra suas terras bem baratinho.

sábado, 1 de outubro de 2011

"Minha mulher foi violentada por um homem invisível adepto de magia negra!"

Marido afirma que mulher foi violada por homem invisível
Um homem na Malásia apresentou queixa na polícia pelo crime de violação da mulher, alegadamente por um homem invisível.
O jovem de 20 anos, perturbado e preocupado com a situação, contou às autoridades que a mulher tinha tirado as suas roupas, acariciado o corpo e "emitido sons" enquanto dormia. Tendo assim o homem, chegado à conclusão de que a mulher fora violada pelo...homem invisível!
O marido terá consultado um vidente que justificou o sucedido com o facto de alguém ter usado magia negra para roubar a alma da sua mulher e violá-la.
Sem qualquer tipo de hesitação nem dúvidas o homem disse: "vamos denunciar o violador!". O problema é que a polícia não pôde fazer muita coisa sobre o sucedido. Os oficiais disseram que não poderiam prender um homem invisível. ( CM )

Da série "Nos outros países é sempre melhor" - Categoria Impostôr-metro: Dinamarca sobretaxa comida gordosaturada

População aumentou volume de compras
Dinamarca: Sobretaxa para alimentos com gorduras saturadas
A Dinamarca tornou-se o primeiro país do mundo a criar uma sobretaxa sobre os produtos e alimentos com maior índice de gordura saturada.
A partir deste sábado, produtos como manteiga, leite, queijo, pizza, carne, óleo, azeite e outos alimentos do género passam a pagar mais impostos se tiverem mais de 2,3% de gordura saturada.
Segundo o jornal 'Copenhagen Post', um pacote de 250 gramas de manteiga sofrerá um aumento de mais de 14 por cento, enquanto que o litro do azeite custará 7 por cento a mais.
Esta medida está a gerar polémica entre os consumidores, que irão gastar mais nas suas compras de supermercado.
A Federação Dinamarquesa de Alimentos e Bebidas referiu que a decisão pode levar muitos cidadãos fazerem as suas compras na Alemanha.
Segundo fonte, nos dias que antecederam a entrada desta nova lei em vigor, uma boa parte da população fez grandes compras ao nível de produtos como manteiga, queijo e azeite.
“Foi uma semana caótica, com muitas prateleiras vazias. As pessoas encheram os seus frigoríficos”, disse o proprietário de um supermercado. ( CM )

EUA: Klube de Kampo dos Kapiaus procura membros

O Ku Klux Klan está vivo e procura membros
Autoridades norte-americanas preocupadas com crescente ódio racial
O Ku Klux Klan (KKK) está a aumentar o seu número de membros em estados norte-americanos como Virginia, Pensilvânia e Delaware.
A facção mais activa denomina-se «Brigada dos Cavaleiros Rebeldes» e tem organizado diversas iniciativas como cerimónias e marchas.
As autoridades estão preocupadas com o crescente ódio racial, potenciado pela presidência de Barack Obama. O ódio aos homossexuais também é uma característica destes grupos.
O KKK tem divulgado cartões com números de telefone para os quais os eventuais interessados em integrar a organização podem ligar.
«Os negros têm a Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor, os mexicanos a La Raza e os judeus a Anti-Defamation League. Nós, os brancos, temos o Ku Klux Klan», explicou Stan Martin, membro da «Brigada dos Cavaleiros Rebeldes», citado pela Lusa. ( TVi24 )

Animus adjuvanti: juiz rasga manual do linguajar hermético-legal e tasca um "tá encerrando o processo..." pro autor "colocar o dinheiro no bolso"

Juiz leigo deixa “juridiquês” de lado e parte para o popular em Piçarras ( SC )
O juiz leigo Luiz Fernando Ozawa, em atuação no Juizado Especial Cível de Balneário Piçarras, mesmo em fase de conclusão de dois doutorados no exterior - ou exatamente por isso -, deixou o chamado “juridiquês” de lado e partiu para o popular ao encerrar audiência em que um cidadão, com apenas a 5ª série e desacompanhado de advogado, cobrava prejuízo sofrido em um acidente de trânsito.
“Assim, seu João, eu te digo que o Senhor ganhou a causa, e que a partir de agora a moça que dirigia e o dono do outro carro, solidariamente, isso quer dizer, ou uma ou o outro vão ter que pagar, ou os dois, estão lhe devendo aqueles R$ 2.020 por essa sentença, que tá encerrando o processo com o que a gente chama de total procedência do pedido com a extinção do processo com julgamento de mérito, palavrão esse todo que quer dizer que acabou por aqui [...]”, sentenciou Ozawa, com a leitura da decisão favorável ao autor.
Ele explicou, ainda, que basta João pedir a execução da sentença para poder “colocar o dinheiro no bolso”. Ao sair da sala de audiências, o cidadão demonstrou contentamento com o desfecho. "Doutor, tô satisfeito com a decisão, não tenho mais nada pra pedir além daquele orçamentozinho, e não quero recorrer não. Então, doutor, gostaria que o processo continuasse pra que eu possa cobrar a moça e o dono do carro." (Autos n. 048.11.000797-0)
Fonte: Tribunal de Justiça de Santa Catarina

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe