terça-feira, 27 de setembro de 2011

A verdadeira e única saída para os pedestres e ciclistas de São Paulo!

Escutei hoje, por alto, da história de um senhor de uns 60 e poucos anos, morador da Favela de Vila Prudente ( Zona Leste de São Paulo ). Parece que ele andava numa rua próxima ao Shopping Plaza e à Estação Tamanduateí do Metrô, quando foi colhido por Corsa ( acho que era isso ) dirigido por uma rapariga, duns 30 anos de idade, no Domingo dia 25 agora. Era manhã, ou seja, havia visibilidade. A mulher, segundo o relato, não tinha habilitação e o carro não tinha licença, ou não lhe pertencia. Parece que - dizem - ela entrou naquela rua meio como se estivesse se "escondendo", ou coisa parecida. Talvez houvesse um daqueles comandos no meio do caminho, e ela, tentando escapar, fez o que fez. Disseram, ainda, que não estava em alta velocidade. Ao que parece, foi presa e solta logo em seguida. De qualquer maneira, a história foi contada por um senhor que daria carona a alguns dos familiares da vítima até o cemitério onde seria enterrada. Testemunho quente, portanto, inda mais considerando que este senhor conhecia a vítima.
Ontem à noite eu aqui quase fui apanhado por uma pick-up branca, com um adesivo de "Jack Daniels" no vidro escuro traseiro da cabina. Caminhava na calçada, e o cidadão deu a ré para entrar numa vaga. Ele jogou o carro sobre mim, sem dó. Se eu fosse um cara armado, metia bala sem dó. No carro, pelo menos ( meu grande sonho é pegar um carrão zero, desses que 90% da população paulistana daria o rabo para ter um, e tocar fogo nele no meio da rua, com platéia e tudo ) uns buraquinhos ficariam legais.
Pois bem. Percebi, afinal, que o pedestre e o ciclista, quando abrem mão de seu "direito divino" de comprar um carro acabam, assim, ajudando os motoristas que não arredam pé deste tal "direito". Entenderam? Se todo ciclista e pedestre jogassem tudo pro alto e decidissem descolar logo um carango, os mesmos motoristas que hoje disputam espaço com "X" milhões de veículos teriam menos espaço ainda.
Então veja como até para ser egoísta a pessoa tem que saber pensar direito. Em vez de agredir-nos e ameaçar nossas vidas com seus automóveis, o minimamente inteligente seria que vocês rezassem por nós todos os dias antes de dormir, para que continuássemos pedalando e andando.
Brincadeira.
Em vez de dizer a vocês, fanáticos por carro como "todo brasileiro", o que devem fazer, prefiro gastar meu tempo dizendo ao ciclistas e pedestres que só há uma saída, aquela que garantirá nossa integridade física e fará com que sejamos finalmente respeitados: COMPREM UM CARRO E DEIXEM DE BUNDA-MOLICE. Tá fácil, compre logo dois. Dane-se se ninguém mais vai conseguir andar nas ruas, se não haverá vaga de estacionamento para todos. Não tem como mudar a mentalidade destes lixos senão fazendo o mesmo que eles, jogando o mesmo jogo, piorando as coisas de vez. Que ninguém mais respire. Que a velocidade média caia mais ainda. Que o "cidadão de bem" se veja emaranhado e sem saída mesmo. Mobilizem-se! E imobilizem...
Concluo que, se estivesse de carro, aquele senhor do parágrafo inicial estaria mais protegido e talvez estivesse ainda vivo. Há muito que a questão dos automóveis não envolve apenas o mero transporte de pessoas de um ponto a outro.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe