sexta-feira, 1 de julho de 2011

Tribunal de Moscou proíbe livros de Cientologia

Um tribunal dos subúrbios de Moscovo proibiu os livros do fundador da Igreja de Cientologia, adiantaram fontes oficiais.
O Tribunal de Shchyolkovo declarou que o livro "What is Scientology?" ("O que é a Cientologia?") e outros escritos de L. Ron Hubbard "contêm incitações a atividades extremistas", refere um comunicado do gabinete do procurador-geral. Segundo o comunicado, assim que a decisão do tribunal entrar em vigor, os livros de cientologia serão colocados na lista negra em todo o país. O tribunal tomou a decisão na sequência de um pedido interposto por procuradores locais.
Recentemente foram rejeitadas outras iniciativas das autoridades russas para banir a literatura dedicada à Cientologia. Em maio, o Ministério da Justiça russo removeu os livros de Hubbard de uma lista de literatura proibida, após a anulação de uma decisão de um tribunal na Sibéria. Representantes da Cientologia já disseram que vão recorrer da decisão do tribunal. "Têm havido muitas violações, o caso é infundado e o tribunal foi apressado", disse Sergei Korzikov, advogado do grupo, à Associated Press, ao acrescentar que "não puderam defender os seus interesses legais".
Yuri Maximov, porta voz do grupo de Cientologia na Rússia, salientou que há "dezenas de milhares" de devotos da Cientologia naquele país. E a imprensa russa tem escrito que alguns empresários e políticos influentes russos estarão entre os seguidores da crença. A Igreja Ortodoxa, dominante na Rússia, denunciou a Cientologia como uma "seita totalitária" e o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem comunicou que as autoridades da cidade de Moscovo infringiram os direitos do grupo, ao recusarem registá-lo por diversas vezes. O grupo reclama ter cerca de dez milhões de membros em todo o mundo, incluindo as estrelas de cinema Tom Cruise e John Travolta. (
DN )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe