quinta-feira, 28 de julho de 2011

Rupert Murdoch manda jornalistas cobrirem o inverno siberiano

Murdoch arranja emprego para jornalistas do NoW... na Sibéria
Os jornalistas do tablóide encerrado receberam uma lista de vagas de emprego em empresas que o magnata da comunicação social tem noutros países. Ficaram chocados quando viram que tinham de abandonar a profissão ou emigrar para países longínquos
Alguns jornalistas que ficaram desempregados com o encerramento do tablóide News of The World (NoW) receberam uma lista de vagas de empregos nas empresas que o grupo News Corporation tem espalhadas pelo mundo. Segundo noticia o jornal The Guardian, algumas das vagas são em locais tão distantes como a Sibéria ou o Dubai.
Com o encerramento do jornal na sequência de escutas telefónicas que estão a abanar o império de comunicação social do magnata Rupert Murdoch, a ex-directora executiva da afiliada do News Corporation, Rebekah Brooks, prometeu-lhes ajuda para encontrar novo trabalho. Mas o problema que é além de haver muitas vagas para países tão distantes como a Rússia, também a maioria das posições disponíveis implicam trocar o jornalismo por outras profissões.
Do total de 283 despedidos, cerca de 150 são jornalistas. Na lista são escassas as vagas em jornalismo - cerca de meia dúzia. E algumas das quais em posições como «analista de petróleo» para a agência noticiosa Dow Jones, o que implicaria ter conhecimentos em mercados e na área financeira - áreas que não existiam no NoW.
«A ideia de que se pode passar de um jornalista do Nows of The World para um jornalista especializado em petróleo na Dow Jones, um serviço financeiro, só pode ser para rir», comentou um antigo jornalista do tablóide ao The Guardian.
O porta-voz da News International referiu à publicação que as vagas indicadas são apenas uma lista global de oportunidades, mas alertou que dificilmente encontraria empregos iguais aos que tinham no tablóide. (
TVi24 )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe