quinta-feira, 21 de julho de 2011

Fox News tem "gabinete secreto de contra-espionagem e de operações secretas"

Um fundador da Fox News garante que o canal televisivo detido por Rupert Murdoch tem um gabinete de operações secretas espionagem, para visar os seus inimigos. Outro ex-executivo sénior da empresa confirma a existência de um grupo de contra-espionagem e adianta que havia uma atmosfera de paranóia e que jornalistas e outros funcionários sabiam que estavam a ser vigiados.
Dan Cooper ajudou a lançar a Fox News em 1996. Ele próprio, diz, ajudou a montar a unidade de alta segurança na sede do canal, em Nova Iorque. "Muitas pessoas pensavam apenas que se tratava do departamento de investigação da Fox News. Eu sabia que também albergava um gabinete de contra-espionagem e de operações secretas. Por isso, aceder a registos telefónicos era uma coisa fácil. Era composto por 15 investigadores e tinha um guarda à porta. Ninguém que trabalhasse lá falava com outras pessoas", contou, citado pelo Daily Telegraph.
O ex-executivo viveu um episódio no qual terá sido visado pela unidade de contra-espionagem. Já depois de ter saído do canal, foi entrevistado por David Brock, jornalista da revista New York, sobre o presidente da Fox News, Roger Ailes. Cooper acedeu falar, mas a citação no artigo não iria ser-lhe atribuída. Mas antes mesmo de o texto ser publicado, o ex-executivo recebeu um telefonema de Ailes ameaçando retirar a Fox de todos os negócios de Cooper. Este considera que só havia duas hipóteses para o patrão da Fox News ter conhecimento da conversa: ou Brock violou a ética jornalística e denunciou a sua fonte ou Ailes viu os registos telefónicos e verificou que Cooper e o jornalista tinham falado um com o outro. Cooper acredita que Brock não divulgou a sua fonte, tanto mais que o patrão da Fox News telefonou ao repórter e "lhe disse que nunca mais teria trabalho se escrevesse o artigo".
Outro antigo executivo da Fox News, que exigiu anonimato, disse ao jornal britânico que no canal televisivo, conotado com as posições políticas mais conservadoras nos EUA, as condições de trabalho pareciam "da era soviética": "Havia uma atmosfera de paranóia e eles sentem que estão a ser vigiados. Não há dúvidas que estão a espiar os correios electrónicos para assegurarem que não há fugas para a imprensa. Há uma unidade de espiões que reporta ao chefe quem fala com quem. Muitas pessoas estão apavoradas com medo de serem postas de lado ou até mesmo mortas."
Um porta-voz da Fox News negou as alegações e diz que Cooper saiu da empresa seis meses depois do lançamento do canal e que, nos últimos 15 anos, "só disse mentiras".
(
Diário de Notícias, "Fox News tem gabinete secreto de contra-espionagem" )



Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe