sábado, 14 de maio de 2011

Principado de Higienópolis tenta impedir "Xurras no Pátio Higienópolis"!!

Agentes do serviço secreto de Higienópolis invadiram o QG do líder revolucionário da Al-Xurras e ali encontraram uma imensa coleção de pornografia e um montão de catecismos de sacanagem. Os agentes da CHIA ( sigla para Central Higienista de Impecável Alinhamento ), formados e treinados pela CIA ( Central de Inteligência Americana ) chegaram ao esconderijo do radical pelo céu, em helicópteros. Por eles já aguardavam soldados da força policial local que, na verdade, era quem comandava a operação, após queixas da embaixada higienopolista em São Paulo, incomodada com os boatos de que a Al-Xurras planejava promover um churrascão com cerveja aberto a todos, em protesto contra a decisão do governo fantoche e colaboracionista de São Paulo, de cancelar a estação de Metrô que seria construída na Angélica Avenue, uma das principais vias do Principado de Higienópolis. O governo colaboracionista decidiu mudar os planos ( por razões de "ordem técnica", explicou ) e decidiu que a tal estação ficaria melhor se ficasse próxima ao Estádio do Pacaembú.
O líder da Associação Defenda Higienópolis declarou a um jornal ( veja abaixo ) que os radicais pró-Metrô estavam-no ameaçando e à sua família, por meio das redes sociais. Isso deve ter sido suficiente para que a força policial de SP resolvesse acabar logo com aquela putaria, invadindo o covil revolucionário, com o apoio logístico da CHIA. A os soldados da força policial invadiram o QG do malfeitor e meteram cacetete e spray de pimenta prá todo o lado.
Depois dessa ação, e tendo recolhido as provas que mostram a predileção do líder da Al-Xurra por revistinhas de sacanagem, o governo colaboracionista de São Paulo, em nota, declarou aos jornais que não vai haver mais porra de Metrô em Higienópolis coisa nenhuma,e ponto final, já que é ele quem manda aqui.
No entanto, após a ação policial que neutralizou o líder da Al-Xurras, outro grupo radical, rebelde e revolucionário, que se denomina "Al-Lajes", emitiu comunicado afirmando que o xurras em Higienópolis vai sair na marra.

Metrô na Angélica
Líder da associação de moradores de Higienópolis diz ter sido ameaçado
Morador diz sofrer ameaça por mudar metrô
Presidente da Associação Defenda Higienópolis, o empresário Pedro Ivanow disse ser vítima de uma "ação quase criminosa" por liderar o movimento contra a estação do metrô na avenida Angélica, na região central de SP.
As ameaças contra ele, disse, estão nas redes sociais, onde surgiu o "Churrascão da Gente Diferenciada" em protesto contra a decisão do governo de mudar a estação. O Metrô anunciou depois que faria a estação no Pacaembu e, agora, pretende instalá-la no miolo de Higienópolis, entre a praça Vilaboim e a avenida Pacaembu. A mudança teria sido feita após pressão de moradores da região.
"Tecer críticas, acho pertinente. O que não concordo é usá-la para agressões verbais pessoais e ameaças físicas. Rede social tem que ser usada com responsabilidade; senão, é bullying.
A família dele disse ter visto o endereço do apartamento do empresário na internet e uma sugestão para uma manifestação ali. O telefone deles também tem sido alvo de trotes. "A polêmica em torno da estação Angélica se tornou equivocadamente um fenômeno social." "Esse movimento nasceu de informações erradas. Não somos contra o metrô. Fizemos um questionamento que foi levado ao Metrô e tivemos uma resposta que nos atende plenamente.
O Metrô tem dito que uma decisão técnica subsidiou a exclusão da estação Angélica. A expectativa é que a nova estação tenha os mesmos 25 mil usuários por dia daquela que ficaria na Angélica. As obras da linha 6-laranja começam em 2012.
( Jornal
Agora SP, 14/05/2011 )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe