quarta-feira, 27 de abril de 2011

Casamento real: Pelo menos oito ditadores foram convidados, protesta Human Rights Foundation

A Human Rights Foundation (HRF) denunciou esta quarta-feira que o casamento real britânico entre o príncipe William e Kate Middleton está "divorciado dos direitos humanos", uma vez que entre os convidados constam "pelo menos oito ditadores".
"Todos representam governos que oprimem os direitos humanos e negam a democracia no mundo árabe", afirmou a organização, que integra um conselho composto, entre outros nomes, pelo Nobel da Paz de 1986 e sobrevivente dos campos de concentração nazis, Elie Wiesel, e a activista do Uzbequistão Mutabar Tadjibaeva, nomeada para o Nobel em 2005.
A HRF referiu que entre os convidados para o casamento real britânico, que se realiza na próxima sexta-feira, constam o príncipe herdeiro do Bahrein Salman bin Hamad, o príncipe herdeiro do emirado de Abu Dhabi Mohammed bin Zayed Al Nahyan, o xeque do Kuwait Sabah al Ahmed al Sabah, a princesa de Marrocos Lala Salma, o emir do Qatar Hamad Bin Jalifa al-Thani, Sayyed Haytham bin Tariq Al Said do Omã, entre outros.
"A casa real britânica foi duramente criticada pelos meios de comunicação social internacionais por ter endereçado convites a estes déspotas que lideram ditaduras e cometem graves violações dos direitos humanos contra os seus povos", indicou a organização com sede em Nova Iorque, num comunicado.
O casamento do príncipe William, segundo na linha de sucessão ao torno britânico, e Kate Middleton será celebrado na abadia de Westminster, em Londres.
(
CM )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe