sexta-feira, 15 de abril de 2011

Após o tsunami, jornal japonês foi escrito à mão durante seis dias

O Museu do Jornalismo de Washington, nos Estados Unidos da América, adquiriu edições especiais do IIshinomaki Hibi Shimbun, jornal que devido aos cortes eléctricos causados pelo tsunami foi redigido da única maneira possível: à mão. Durante o período sem electricidade, os jornalistas utilizaram marcadores de cor para redigir as notícias em folhas de papel A3, distribuindo depois os jornais pelos centros de evacuação, avança o The Huffington Post. Os nove jornalistas envolvidos no processo dividiam tarefas: enquanto seis reuniam e procuravam histórias, outros três escreviam as notícias no papel. No site oficial do museu, pode ler-se: «Estes jornalistas estavam empenhados em providenciar informação crucial à sua comunidade e usaram apenas papel e caneta para o fazer». O Museu do Jornalismo de Washington adquiriu sete cópias das várias edições que os nove jornalistas redigiram enquanto estavam sem electricidade. A cidade de Ishinomaki foi uma das mais atingidas pelo sismo e posterior tsunami de 11 de Março. Estima-se que 80 por cento dos edifícios da cidade tenham sido destruídos, 1300 pessoas morreram e mais de 2700 continuam desaparecidas. SOL

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe