quinta-feira, 17 de março de 2011

Mulher é condenada após fazer vídeo pornográfico com filha de dois anos

Uma mulher recebeu a pena de 20 anos de prisão por abusar sexualmente de sua filha de dois anos. Ela gravou o vídeo do abuso para um adolescente britânico assistir pela Internet. Julie Carr, de 33 anos, confessou ter cometido o abuso e enviado ao jovem quatro vídeos feitos em sua casa no Maine, nos Estados Unidos. As informações são da BBC.
O juiz que proferiu a sentença, John Woodcock, afirmou já ter visto muitos casos de pornografia infantil, mas nenhum como este. Segundo ele, este é o pior caso que ele já testemunhou.
Os episódios de abuso sexual ocorreram em junho de 2009 e foram gravados e enviados a Nicholas Wilde, atualmente com 20 anos, na Inglaterra. Carr só foi descoberta porque Wilde estava sendo investigado por outro caso de pornografia infantil. Os policiais britânicos encontraram em sua casa as gravações em vídeo que acabaram levando a Julie Carr.
Dois dias depois, a polícia americana fez uma busca em sua casa e a interrogou. Carr admitiu ter enviado os vídeos explícitos, mas alegou que Wilde a levou a cometer os atos. Após a prisão, Carr perdeu a guarda de seus quatro filhos, três meninas e um menino.
(
O DIA )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe