terça-feira, 22 de março de 2011

Jogador Damião, os Beatles e o menino surdo

FATO 1 - Os Beatles foram recusados ao procurar a gravadora DECCA ( que, por causa da burrice feita depois apostou nos Rolling Stones ): "Antes de serem contratados por George Martin, os Beatles fizeram um teste para a Decca Records no início de 1962 mas foram reprovados pois de acordo com um executivo da gravadora 'grupos de guitarras estão em franca decadência'." - Site WHIPLASH
FATO 2 - Esse me contaram recentemente, e é um pouco longo: uma professora, de escolinha pré dum lugar meio rastaqüera de Sampa, recebeu um novo aluno, com a advertência: "Esse é fogo! Já passou por outra escola e, aqui mesmo, por duas professoras."
Tipo, "Vamos ver se você dá jeito...". Passou um tempo, ela chamou a coordenadora e disse: "Mas esse menino é surdo, será que ninguém percebeu isso?"
A coordenadora mandou chamar a mãe, que ouviu o "Mãe, a senhora não percebeu que seu filho não escuta?", mas rechaçou: "Não, que é isso? Surdo, nada!"
A professora levou coordenadora e mãe até a sala de aula, chegou por trás do aluno e...
CLAP! CLAP!
Bateu palmas atrás da nuca do menino, que não se moveu nem esboçou qualquer reação, pois era surdo e ninguém, nem mesmo a própria mãe havia notado.
FATO 3 - Sobre a surpresa na convocação da Seleção Brasileira de Futebol, o jovem Damião, do Inter-RS, escreveu o jornalista JORGE NICOLA, no Diário de São Paulo de hoje:
"(...) Antes de ser aprovado em um teste no Atlético de Ibirama-SC, seu primeiro time de futebol, o escolhido de Mano Menezes tentou por três vezes ser jogador do Corinthians, mas acabou reprovado nos testes. A obsessão pelo Timão não era à toa. O pai, Natalino, levava os filhos ( Edmar, Leandro e Jéssica ) ao Pacaembu com frequência para torcer. Sempre em meio aos integrantes da Gaviões da Fiel. A decepção com a recusa do clube do coração não fez o grandalhão desistir da carreira de jogador. Em 2007, com as últimas economias do pai, ele viajou de ônibus para um teste no pequenino time catarinense. Leandro chegou a ser recusado, mas implorou ao presidente por uma segunda chance. Em vez de volante, ele acabou escalado como centroavante. Começava ali a meteórica ascensão do artilheiro do Inter e agora da seleção.
Uma joia rara...
Para muita gente, a convocação de Leandro Damião causou estranheza. Em Porto Alegre, porém, o presidente do Inter, Giovanni Luigi, garantia ter certeza de que esse dia chegaria. Foi ele quem evitou que o garoto fosse dispensado após 40 dias no Colorado - o consideravam desengonçado e lento.
...e bem valiosa
Luigi conseguiu contratá-lo de graça do Atlético Ibirama. Hoje, a multa de seu contrato para clubes do exterior é de 50 milhões de euros e o presidente jura que nem levaria em consideração uma proposta por metade desse valor. Detalhe: Leandro Damião é agenciado por Vinícius Pacheco, e não Carlos Leite.
( DIÁRIO DE SÃO PAULO, 22/03/2011 )

SERÁ QUE NINGUÉM NO SCCP PERCEBEU QUE O GAROTO PODERIA TER ALGUM FUTURO COMO CENTROAVANTE, ANTES DE RECUSÁ-LO?

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe