quinta-feira, 10 de março de 2011

Acadêmicos do Tucuruvi, escola ameaçada por racistas paulistas se consagra com o segundo lugar no Carnaval de 2011

Antes de qualquer coisa, revelo: não gosto de Carnaval, e detesto essa lavagem cerebral, esse "pensamento único" ( ou "assunto único"? ) que domina essa época do ano, todos os anos.
De modo que, para eu falar sobre algo que não conheço muito bem, tem que ser por uma boa causa. E prezo a ajuda de pessoas que dominem o metiê.
Bom, um conhecido do trabalho, que reside na Zona Norte paulistana é quem informou:
- Ontem pararam tudo na Avenida Mazzei, uma festa!
- Que que foi?, perguntei.
- A Acadêmicos ( fala só o primeiro nome, com aquela intimidade ) pegou o segundo lugar no desfile.
Eu, que entendo bem pouco, perguntei:
- Perderam e comemoraram? Num entendi.
Ele, didaticamente, explicou:
- Explico, didaticamente: é como se o Oeste de Itápolis fosse o vice-campeão do Campeonato Brasileiro.
No trabalho digo que não torço prá ninguém, e assim evito os chatíssimos papos sobre futebol - pois tem gente que só fala sobre futebol - faço que entendo, mas entendi mesmo. E indago:
- Mas essa escola não é grande, tradicional, então?
- Nada disso. Por isso a festa.
Foi aí que me lembrei: "Não era essa a escola que tinha o
samba-enredo que ia falar dos nordestinos, e que foi ameaçada, acho que por "separatistas", coisa bastante arraigada nesta terra? Teve umas notícias assim, não teve?"
- Exatamente.
E engatou um papo instrutivo, destacando que houve até uma "surpresa" durante o desfile, pois o samba, a certa altura, mudou o ritmo e engatou uma espécie de "forró". Putz, acho que deve ter sido interessante, vou reconhecer.
Enfim, como a mídia preferiu falar mais sobre a Vai-Vai ( campeã ) e o homenageado maestro João Carlos Martins ( é justificável, né? ), eu dou um boi prá escola do Tucuruvi, concedendo-lhe este humilde post. Parabéns aos Acadêmicos do Tucuruvi.
EM TEMPO: Outra coisa que me motivou escrever isto foi a pontuação conquistada pela Tucuruvi, que ficou apenas 0,25 pontos abaixo da Campeã. Ou seja, em termos futebolítsicos, é quasi como se tivesse se sagrado "campeã moral" do
carnaval paulistano de 2011.

2 comentários :

Anônimo disse...

Esta escola racista será fechada pelas autoridades.

Anônimo disse...

Os nordestinos racistas ameaçaram o povo paulista com um enredo agressor, e se puseram de vitima.
Os agressores tratados como vitimas, inversão de papeis.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe