terça-feira, 29 de junho de 2010

"Meu Carro, Minha Vida" ( 1 )

Planeta: Terra
Cidade: São Paulo
Como ocorre em qualquer local em que o carro seja o principal eleitor, além de ser o público-alvo e beneficiário de todas as decisões que a sociedade toma, em São Paulo o carro manda. E muito.
Fingindo transportar as pessoas, seus supostos donos, prá lá e prá cá - mesmo quando esta viagem não tenha a necessidade de ser feita por automóvel - o automóvel tomou o lugar dos seres humanos e passou a ser o princípio e fim de tudo.
Depois dum humanismo que não houve, as sociedades humanas urbanizadas vivem aquilo que batizaríamos de "automobinismo", se não fosse um nome tão ridículo.
Quando surgiram os automóveis, estes foram revestidos da "aura de distinção" que conferiria ao feliz proprietário da charanga um status de bacanisse. E logo, desejar ter um carro virou agenda. Aqueles que tivessem possibilidades financeiras de adquirir um veículo passariam a fazê-lo. Mas a democratização ao acesso das tecnologias tem dessas coisas: décadas depois, o proletariado viu a chance de também comprar seu carrinho. As longas distâncias até o trabalho ( ou seja lá qual foi a desculpa dada ) foram reduzidas. Especulo que, pros governantes, foi fácil, então, passar a "agradar" todas as classes sociais, contruindo ruas, pontes, avenidas. A distinção acabara. Pelo menos em termos de "rodas", já que os modelos que a indústria passou a oferecer eram inacessíveis para a massa da população. Enfim, prum público seleto, a indústria oferecia um modelo de automóvel exclusivo, bastando pagar por isso.
Mais uma vez, calava fundo na alma das pessoas o desejo individual. E a coisa foi nessa toada: possantes Ferraris e marcas e modelos carésimos garantiam a seus possuidores o sucesso com o sexo feminino top de eleite, belos dentes, perfumes inebriantes, pele lisa.
O proletário e feliz possuidor de um possante também passou, por sua vez, a fazer sucesso junto ao público feminino, do mesmo estrato social, claro.
A propaganda disse isso, não eu.
Que as pessoas acreditaram nisso, e ainda acreditam, isso é fato. Mesmo que pouca gente admita isso publicamente. Mas é o tipo de conversa que rola nas classes escolares, mesas de bar, etc. Quem é homem sabe disso. Só falta coragem para dizer.
Em defesa do homem, as mulheres também acreditaram nisso. Sei lá se é questão de "descolar o macho mais poderoso que garanta a prole mais saudável e a manutenção da espécie". Talvez fosse isso.
Acho que, depois da pílula e do chamado sexo livre e, mais tarde, do ingresso da mulher no mercado de trabalho ( tirando os empregos mal-remunerados dos homens ) e, mais precisamente, nos cargos de chefia, esta não precisou nunca mais "dar" prum cara por causa dele ter um carro. Isso pode confundir a gente um pouco, mas ainda não é algo totalmente extinto: nas castas baixas, a mulher ( as jovens, digamos ) ainda vivencia a realidade de suas mães.
Ainda que ela também tenha acesso a pílula e ao sexo sem necessidade da procriação, fato é que elas ainda são educadas para "dar" prum sujeito que, a seu modo, tenha algum "poder". Basta ter uma moto, ou um 1.0 e pronto: chove menina na horta. Algumas até bem jovenzinhas, sabe? Que adorarão ser vistas contigo, na tua área, rodando prá lá e prá cá ( o fato de se desperdiçar gasolina e poluir o ar, sem qualquer motivo, bem, só extremista de esquerda acredita na tal "consciência" e "pureza" das massas. Acham até que existe mesmo uma "massa" uniforme. Massa boa e pura, talvez numa rotisserie. ), sem motivo algum, nas ruas do bairro, "causando". As meninas querem que as amigas fiquem com inveja. Querem ser vistas.
E você, se for homem de verdade, vai faturar.
Caso um dia a consciência dela dizer que, para ela, o melhor é te abandonar, o melhor é dar uma bifa na vadia. É assim que funciona. Não que você não esteja sempre descolando mais alguma, mas a vida é assim.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Prefeitura de São Paulo já não é mais responsável nem pela implantação de semáforos nas ruas!! Mandou igreja fazer o serviço!

Esta carta de um leitor ( identificado apenas pelas iniciais; não está claro se há alguma relação entre ele e a igreja mencionada ) foi publicada na seção "Justiça", edição de 27 de Junho da "Revista da Hora", encarte distribuído no jornal Agora aos Domingos. Nesta seção, um advogado responde as perguntas de leitores.
"A PREFEITURA DE SÃO PAULO AFIRMOU QUE A INSTALAÇÃO DE UM SEMÁFORO EM UMA RUA DO BAIRRO ONDE EU MORO É DE RESPONSABILIDADE DE UMA IGREJA. GOSTARIA DE SABER DE QUEM É A RESPONSABILIDADE PELA INSTALAÇÃO DO SEMÁFORO E COMO DEVEMOS AGIR EM RELAÇÃO AO CASO."
J.C.M.
A resposta do advogado Flávio Luís Branco Barata:
"É simples, basta não aceitar a responsabilidade que estão querendo atribuir e anotar os nomes dos responsáveis pelas informações que têm sido fornecidas. Procure estar sempre na presença de mais de uma pessoa que possa servir de testemunha. Manifeste-se formalmente perante o órgão responsável e peça explicações sobre o ocorrido.
Caso não funcione, procure o Ministério Público, levando até essa instituição todas as informações que tiver."
Este blog se pergunta [ é uma especulação, reforço ] se, talvez, o leitor não tenha consultado a Subprefeitura e, quem o atendera ali, estivesse "vendendo" o serviço ao cidadão.
Em Vila Mariana, um sujeito que se apresentava como "fiscal", "vendia" aos moradores que haviam entrado com o pedido, o rebaixamento de guias. O jornal do bairro observou que o sujeito, estranhamente, sabia do pedido feito pelo morador junto à Subprefeitura. A solicitação teria que passar pelo estudo e aprovação dos órgãos responsáveis. A burocracia, digamos assim, que "obriga" o cidadão a agir por meios não muito elogiáveis, favoreceria esta ação de marginais, a saber: quem compra e quem vende a facilidade.
A cidade é formada por bairros, distritos e administrada localmente pelas subprefeituras. Máfias parecem continuar agindo nestes poderes locais, como no caso da SubMoóca. O noticiário, quando trata da questão como sendo apenas local, fica fragmentando e reduzindo sua importância. Muita água passa, até que sequências de casos como esse, ocorrendo em várias SUBs, passem a tomar um corpo. Só a partir daí é que a imprensa enxergará "um caso" rolando.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Espere seu avião por 1h e seja bajulado por golpistas, enquanto quem espera 1h pelo busão em São Paulo ( comum ) é tratado como idiota e mentiroso!

Neste post anterior (http://ocorreiodaelite.blogspot.com/2010/05/jaz-sao-paulo-enquanto-eu-mofava-por.html ) , eu provei que a Indústria da Multa é a maior camarada dos meliantes motorizados que barbarizam em Sampa. Isto é, quase todo mundo encaixa neste perfil.
A falta de fiscais humanos ( fisicamente de carne e osso, mas necessariamente desumanos, quando se tratar de lidar com a escória automobilística ), substituídos por câmaras, ou seja, a politica deliberadamente empregada pela Prefeitura de São Paulo para privatizar as ruas.
Enquanto que "passa a mão na cabeça" de nossos motoristas moleques e mimados, essa política causa um paradoxo: cada vez "se multa mais, um recorde, até quando?" mas, ao mesmo tempo qualquer pessoa bem-disposta e de bom caráter percebe que os motoristas não têm medo da represália coercitiva e educativa ( que seria bem-vinda ) representada por uma multa ou algo mais bacana, tipo um guincho.
Em resumo: a política liberal de deixar que a "mão invisível" do trânsito conserte a si mesmo. Enquanto o conserto não vem, meliantes falam ao celular enquanto dirigem, estacionam sobre a faixa de segurança, usurpam e tomam a força o exíguo espaço reservado ao pedestre, saqueando nossas calçadas, etc.
Pois bem. Este pequeno preâmbulo apenas para lembrar: eu mofava no ponto de ônibus, num dia de domingo qualquer de maio passado e passei a observar e anotar as placas dos meliantes e malfeitores automotorizados. Descolei dez placas que, caso não sejam adulteradas [ ou falsificadas por qualquer dos meios que um cidadão de bem costuma empregar para se dar bem sobre os outros ] , provam que a Indústria da Multa só existe na mente de cafajestes.
Bom, estamos em São Paulo, um dos últimos refúgios do malufismo. Aqui esse tipo de costume prospera e cria cada vez mais adeptos. Só que seus representantes políticos estão, agora, entocados na sigla tucana, e governando o Estado há 16 anos, fazendo exatamente aquilo que seu eleitorado postula e exige.
Bom, lembro que eu tinha dois problemas: os malfeitores motorizados e o "ônibus que nunca vem" ( Cólera, 1986 ). Contra os motoristas de carros eu não tinha muito o que fazer.
Já contra a linha de ônibus, eu podia tentar, ao menos, queixar-me à SPTRANS, em que pese o fato do irmão do prefeito de São Paulo, o sr. Marcos Kassab ser consultor da SPTrans ( tem um post que eu escrevi uma vez, outra hora eu descolo ) e isso é realmente desanimador.
Bem, reclamação feita. Passou o tempo, e eis a resposta da SPTRANS:

477P- 10 IPIRANGA/RIO PEQUENO
Bairro - Complemento - Data - Horário:
Ipiranga - Igreja São Peregrino - 30/05/2010 - 13: 00
Ida Cargo:
Ocorrência:
Domingo, 30 de Maio, cheguei ao ponto por volta das 13:00hs, mas a condução só apareceu por volta das 14:00hs., Como se não bastasse, o motorista dirigiu em velocidade alta, talvez por causa do atraso, talvez por instrução do fiscal da empresa. Veículo: 52333.
Situação: Encerrada
Data Conclusão: 18/06/10 10:12
Resposta:
Em fiscalização realizada, não constatamos a irregularidade, porém respeitadas nossas programações, estaremos repetindo o procedimento no intuito de sanar quaisquer irregularidades.
RESPONDO EU:
"Cara SPTRANS: Eu não quero que vocês averigüem o que ocorreu depois disto! O fato ( FATO! ) é que naquela data, naquele horário, aquela porra de ônibus demorou pra caralho! Eu me fodi, porra! Pra que serve aquele monte de registos que os fiscais fazem? Não consta ali a falta do ônibus? Eu quero que se foda se nos outros domingos tudo voltou ao normal ( o que já não é nada bom )! Eu que que a porra da empresa seja punida por ter feito eu esperar o busão por cerca de uma hora no dia que estou indicando a vocês! Fiz toda a jogada, limpei o time todo, até o goleiro, toquei prá vocês na cara do gol, dabaixo da linha e vocês perdem o gol? Quem ensinou vocês a jogar? O Rui Rei?

Cesare Lombroso não se engana

Olha, se estivesse vivo, o sr. Cesare Lombroso estaria orgulhoso de suas próprias teorias. Em que pese a pessoa apresentada, na foto, não se o tal do malfeitor "Jerominho", quem pode condenar o jornalista ou editor que selecionou a imagem que iria ilustrar a notícia, por achar que o cidadão aí bem que parece capaz de agir como um destes "Jerominhos" que perambulam por aí? EM TEMPO: A pessoa da foto faz parte da tropa de choque lobbista do sr. Daniel Dantas, o banqueiro dos privatistas do período efeagáceano. Ou seja, a teoria lombrosiana está devidamente aceita como válida, do ponto de vista científico.
EM TEMPO 2: O "Jerominho" deste post é o senador Heráclito Fortes: http://www.conversaafiada.com.br/antigo/?p=8552

"Meu Carro Minha Vida": Indústria da Multa não se mexe e meliantes roubam nossos estimados cidadãos à vontade e...

Poupando nosso ( meu e dos leitores ), resumirei o texto-referência, e os nomes das personagens e detalhes geográficos serão alterados, apresentados apenas por suas iniciais ou simplesmente suprimidos:

"SEQUÊNCIA DE FURTOS PREOCUPA MORADORES"
Folha de Vila Prudente
edição 938
18 de Junho de 2010
Ao acordar na manhã da última sexta-feira, dia 14, uma família que reside na Rua E.X., na Vila Prudente, tomou um grande susto. Três dos quatro carros que estavam na garagem tiveram os rádios furtados durante a madrugada e...

OPPAAA! Peraí, coméquié?! "Quatro carros na garagem"? Já ouviram falar em ônibus, taxis e metrô, bwanas?
Ah, meu, roubo é ruim, mas eu respirar é mais importante que sua vaidade, consumismo, e estilo de vida de classe-média.
Em resumo: se fú, meu! Vai chorar na cama, que eu - ainda que não tenha importância nenhuma - tô pouco me lixando pra tua "falta de segurança". Do meu ponto de vista, aquele de pedestre convicto, ladrões e donos de automóveis são equivalentes e igualmente prejudiciais às pessoas de paz.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Não perca: Figurinhas de Michel Bastos, Júlio Baptista e Grafite! Complete seu álbum da Copa!

DIVULGANDO: "INSTRUMENTAL NA ROOSEVELT", 25 de Junho de 2010

Cinco pilas de entrada? É provável que eu compareça!!
Brincadeira. O Alex, do Dharma Samu é colega dos velhos ( atuais também ) tempos, desde os quais ele vem desenvolvendo seu trabalho com o MAMA GUMBO.
DHARMA SAMU
Este novo projeto ( novo para mim, pelo menos ), ele me explicou ontem, tratam-se de versões instrumentais de canções do LED ZEPPELIN, com sopros, metais.
CONHECENDO O SOM:
Ficou curioso? Então escute o DHARMA SAMU em sua página no MySpace:
E TAMBÉM:
Aproveite para conhecer o som do MAMA GUMBO. Isto é, se é que você já não o conhece. Também no MySpace:

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Crime bárbaro: mutilaram o Pica-Pau!

De vez em quando não baixa em vocês uma estranheza, tipo aquela do Winston Smith: vira-e-mexe o personagem sabia que certas coisas não haviam sido de tal maneira como estavam se apresentando no presente, mas não tinha certeza, faltava-lhe registros, pois a memória vivia sendo enganada.
Assim: você tá assistindo um desenho e pensa, de repente: "Ué, num tá faltando alguma coisa?"
Hoje eu escrevia um post sobre o "Raw Power", onde digo que o disco foi "reembalado, relançado, reimpresso, re-mexido, remontado". Bom, não foram estas as palavras, mas deu préntender, né? Aí, lembrei dum desenho do Pica-Pau, em que o Velho Oeste é o cenário. Chama-se "Meio-dia quente". Provavelmente uma homenagem a "High Noon", ou "Gunfight at the OK Corral".
O pistoleiro Zeca Urubu vem matar o xerife. Que entrega a estrela ao PP e, assim, este passa a ser o alvo do malévolo vilão. De repente, o Zeca está tomando um trago num bar e a coisa que ele manda pras tripas é tão forte que ele se torna uma pantera girando e caçando o rabo. Então ele fica durinho, com os olhos vidrados e o xerife aproveita para enjaulá-lo.
Mas não foi assim que o desenho se apresentou quando eu era moleque. O Zeca ficava...não lembro bem as palavras. Ele mandava pra guela o líquido abrasivo, depois tinha um treco e ocorria com ele uma "viagem", na qual o bandido aparece derretendo numa frigideira, vira um pickles, vira uma planta num vaso. Claro, são gírias explicadas pelas figuras. Tipo, "foi pro saco", com o cara dentro do saco preto do IML. Fui bem nesta explicação?
Eu ia usar as palavras que o locutor diz, quando narra ( na versão brasileira ) a "trip" do Zeca Urubu, para explicar o tratamento que deram ao "Raw Power". Achei que seria engraçado.
Bom, os desenhos do Pica-Pau estão na Internet. No You Tube e outros portais, como o RIP TV. As versões são estas que estão mostrando às nossas crianças, faltando pedaços. Eu já havia tido a impressão que um desenho do Pica-Pau lenhador fora mutilado, na cena em que o Zeca Urubu ( porra, acho que quem suaviza pro Zeca é um editor que torce pro Flamengo, tentando preservar a ave-símbolo do time ) sai da cabana restaurante e a serra gigantesca, que havia criado vida e perseguia o coitado, passa por cima dele, cortando-o ao meio, do saco ( onde haveria um ) à cabeça ( é o tal do "corte que emagrece", que vi numa destas revistas femininas baratas ). Coratada a cena, de repente o Zeca Urubu já se encontra no alto de uma árvore.
Bom, meu velho amigo, tire a prova. Assista, "aqui neste ponto" ( pegou a citação que fiz? ), o desenho mutilado, prestando atenção no trecho 03:30"min a 03:46"min. Dou-te uns minutos.
Voltaste? Então, agora veja o original, aqui. Atenção ao trecho 03:50"min a 04:21"min.
Percebeu a diferença? Então você, caso tenha prestado atenção direito, notou que a coisa é pior: quem mutilou o desenho deixou de mostrar as deliciosas bebidas que haviam disponíveis na preteleira do bar. Viu o nome de uma delas? "OLD POST MORTEM"!! Tinha outras duas, cuja piada presente nos rótulos eu não entendi. Se pensarmos que as cenas em questão começam com uma diferença de tempo, de um desenho pro outro, é fácil constatar que outros trechos podem ter sido surrupiados. Talvez a introdução.
Oras, isso não se faz. Eu assistia esses desenhos na TV e não virei um psicopata por causa disto. Pensando bem, acho que até a posse de um celular ou dum carro leva as pessoas a cometer besteiras. Mas o Pica-Pau, jamais. Se as crianças de hoje são psicopatas é por causa dos pais delas, não por causa do Pica-Pau.

50 GRANDES IMBECILIDADES DO ROCK'N'ROLL: 2 - Iggy and The Stooges lançam, re-lançam, re-re-relançam Raw Power...

Foto do menos - ahhrram - seminal e, digamos, o mais comercial disco da gang ( que, naquele momento contava com formação diferente daquela que legou-nos os dois discos anteriores, "The Stooges" e "Fun House" ).

O mais produzido, lançado, relançado, reembalado, reempacotado, remasterizado da banda, com edições de luxo e coisa e tal ( será que tem quem compre ), "Raw Power" foi produzido por David Bowie e lançado em 1973. Parece o tratamento que foi dado ao único disco do Sex Pistols, que recebeu tantos relançamentos quanto a
Ângela Bismarck fez cirurgias plásticas.
Neste disco ( que eu tenho, devo informar, mas é o do qual menos gosto ) existe algo - para mim, pelo menos - meio constrangedor: o estilo do vocal do Iggy Pop adotado em vários momentos ( vide "Penetration", "Shake Appeal" ), nos quais ele simplesmente parece copiar o estilo do Mick Jagger ( quando este tentou parecer menos os bluesmen que ele tanto pilhava ), aquele timbre meio "cool" sussurraaaaa-aaaaa-doooo, longe daquela metralhadora que Iggy fez no pré-hardcore "I got a right", em "Down on the street", "TV Eye" e outras. Lamentável. Mas isso não impede que o disco seja 1000 vezes melhor do que qualquer coisa perpetrada pelo Whitesnake ou pelo Aerosmith.
Ocorre que o Iggy parece uma pessoa muito suscetível a influências. Nos dois primeiros discos, há flagrantes traços de Velvet Underground e Doors. Em sua carreira, mudanças de direção musicais ( v. "Party") são evidentes.
Numa entrevista reproduzida na finada Bizz, nos anos 80, ele disse que quando começava a fazer uma música, por exemplo, tentava tentava escrever um blues mas, no final acabava parecendo mais um avião do que um blues, porém a música inspiradora estava ali. Eu achei fantástico. Mas talvez ele não consiga disfarçar tanto suas influências.
A grande vantagem que ele tem sobre vários artistas de seu metiê, é que ele, por absoluta incapacidade, não conseguiu roubar o blues simples dos negros, aplicar-lhe um peeling, botar pitadas do rock branco também roubado dos negros ( as primeiras gravações de Elvis na Sun ainda não eram a plihagem conhecida; depois, Elvis passou a imitar a sonoridade R&B de Little Richards e aí fodeu ) e apresentar este como se fosse música de branco de classe média. Ao contrário do Mick Jagger, Eric Clapton e algumas outras bandas de rock-blues-clichê totalmente parecidas e enfadonhas.

MAIS INFORMAÇÕES:
http://whiplash.net/materias/poeira/000403-stooges.html ( Um site excelente! )

http://polimorfismoperverso.blogspot.com/2010/04/iggy-stooges-raw-power-legacy-edition.html

http://www.besouros.net/site/?p=5950

http://pt.wikipedia.org/wiki/Raw_Power

IMBECILIDADE ANTERIOR:
50 GRANDES IMBECILIDADES DO ROCK'N'ROLL: 1- Metaleiro faz campanha pros jovens americanos entrarem no Exército


SUGESTÃO: Que tal adquirir o livro "Please Kill Me!" ( "Mate-me, por favor!" ) na Livraria Cultura ( atualmente esgotado ) para saber mais sobre "Raw Power" e outras estórias sobre "Iggy & the Stooges"? Clique no banner abaixo e ajude a manter o estoque de Beluga deste blogueiro em níveis minimamente humanos e civilizados.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Furo futebolístico intergaláctico: Já mostramos que o SCCP é o patrono do Vila Xurupita. Agora conheçam um personagem de HQ que é torcedor do Timão!

Isso mesmo, fãs do fútbol. Já descobrimos que o Vila Xurupita do Zé Carioca, apesar de estar sediado no RJ, tem como seu patrono o SCCP ( http://ocorreiodaelite.blogspot.com/2010/05/furo-futebolistico-intergalactico-time.html ).
Agora, num furo de reportagem de dar inveja ao TMZ, descobrimos para qual time torce um dos mais queridos e brasileirinhos personagem das HQs nacionais, o seboso e fedido Cascão.
As estórias que apresentamos não deixam dúvidas: o famoso menino que não toma banho nem lascando se debulha em lágrimas pelo Timão. E é bem de acordo né? Cascão é bem o moleque perifa que os torcedores reais ( mesmo aqueles que são do Tatuapé, mas da parte burguesa ) do time do Terrão gostam de evocar. E, pelo que se vê, um fanático de primeira grandeza.
Maurício, generoso, desenha várias estórias cujo primeiro quadrinho é o Cascão se preparando para assistir pela TV ( nem precisa ir ao estádio, já que a TV só transmite jogo do SCCP; a Globo garante )a uma final de campeonato. É, seria ficção mesmo, se o jogo fosse final de Libertadores...









Depois destas revelações, só podemos dizer o seguinte: Porra, Maurício!

50 GRANDES IMBECILIDADES DO ROCK'N'ROLL: 1- Metaleiro faz campanha pros jovens americanos entrarem no Exército

Essa informação aparece:
a - numa entrevista do vocalista Jello Biafra, referindo-se a alguma estrela do cock-rock ou;
b - nas "lyrics" duma música dos Dead Kennedys, banda da qual Jello era o frontman.
Mas não dizia ( letra e/ou entrevista ), exatamente, do que se tratava ( de modo genérico, era algo como "recruiting kids to war" ) e quem seria o protagonista de tão insidiosa estupidez.
Recentemente, descobri a identidade do gajo que teria usado sua fama para ajudar o exército americano nas frontes nicaragüenses/ líbias/ panamenhas: é o DEE SNIDER, vocalista da divertida banda glam-hard-rock-fake pacas TWISTED SISTERS.
Na gloriosa e confiável Wikipediae, consta o seguinte registro:
" ( ... ) A banda tornou-se um símbolo para os adolescentes nos anos 80. A banda chegou a ter tanta importãncia nos Estados Unidos que Dee Snider chegou a ser garoto-propaganda do governo americano nos anos 80 [ OBS: ERA REAGAN ] numa campanha para encorajar jovens a ingressarem no Exército."
(
http://pt.wikipedia.org/wiki/Twisted_Sister )
Continuarei pesquisando esta estória. Se achar algo, os leitores deste blog ficarão sabendo. "You're gonna take it!", tenham certeza disso!
NA AGULHA:
"Gene Simmons ( ou seria o Paul Stanley? ) oferece $$$ para Jello Biafra vender os direitos de seu embate quase solitário com os censores do PMRC. Imbecil não sabe que atitudes de Biafra são prá valer..."
"Elvis Presley oferece seus préstimos sherlockianos pro presidente Nixon, aquele do Watergate"
"Festival "independente" de Woodstock custa a maior grana"
"Rock'n'roll se torna, obviamente, mais um objeto de consumo e consumismo, agora tendo os "jovens rebeldes" como seu alvo"
"Rolling Stones, os velhacos farsantes, dizem que são 'maoístas"...Vixe!"

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe