sexta-feira, 31 de julho de 2009

EM FESTA-PALANQUE OCORRIDA HÁ UM ANO, SERRA PROMETEU POSTO DO POUPATEMPO EM BAIRRO PAULISTANO, MAS PROMESSA NÃO SAIU DA PLANILHA.

Saiu no jornal de bairro São Paulo Zona Sul: prometido em evento "com pompa e circunstância", HÁ EXATO UM ANO ( 31 de Julho de 2008, ano de eleições municipais ), com a presença de José Serra e tudo, um posto do Poupatempo em Cidade Ademar não saiu do papel. Há um ano. A notícia figura no próprio site do Poupatempo [ Ver ]. O local escolhido para a suposta instalação do tal posto do Poupatempo está às moscas ( e baratas e ratos ), mas não às moscas da Folha, que não deve ainda ter dado as caras no lugar para fazer a devida denúncia. Quanto à promessa, bem, quem tem o costume de só aparecer para inaugurações [ e algumas fraudulentas ou apressadas, ainda por cima, como as casas da CDHU sem luz ] não nos surpreende. E tem quem queira esse cidadão assumindo a Presidência.

Cidade Ademar deveria ter Poupatempo, mas tem apenas prédio abandonado
Em 31 de julho de 2008, o governador José Serra disse que o antigo sacolão do Jardim
Miriam, na Avenida Cupecê estava praticamente pronto para receber o Poupatempo
Cidade Ademar. Apenas algumas adaptações simples seriam feitas e, ainda no início de 2009, a população de toda região seria beneficiada pela nova unidade. Mas, um ano depois, o prédio não só não ficou pronto como, pelo contrário, está abandonado, repleto de entulho e já foi até alvo de vandalismo, com vidros e paredes quebradas.
Poupatempo Cidade Ademar: promessa de ano eleitoral?
Há exatamente um ano, no dia 31 e julho de 2008, o governador José Serra participou de pomposo ato popular na região, juntamente com diversos outros políticos, só para fazer o anúncio de uma promessa: a de entregar uma unidade do Poupatempo no bairro carente de Cidade Ademar até o começo de 2009. À época, vale lembrar, era ano eleitoral municipal. [ Continua aqui -
Download PDF ]
Jornal São Paulo Zona Sul - 31/Jul a 06/Ago de 2009

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Quem vota em tucano, paga duas vezes ( mais de duas, na verdade )

Apesar de todo o destaque dado pelo imprensalão aos fretados, à gripe suína e a crise do Senado ( que convencionou-se jogar única e exclusivamente no colo do José Sarney ), uma coisa deveras importante que está ( ou acho que está ) rolando é a CPI da Conta de Luz da Câmara dos Deputados. Vejam a importância: segundo uma nota que o Cláudio Humberto [ vou fazer o quê? Não achei outra... ] publicou numa de suas colunas, em 16.07, as contas aumentaram até mais de 400% desde que algumas empresas foram privatizadas pela tucanalha:
"CPI da Aneel investigará tarifas e lucros
Quinta-feira, 16/07/2009
Do colunista Cláudio Humberto:
O “fato determinado,” ou seja, o foco da investigação da CPI da conta de luz da Câmara dos Deputados será o aumento indiscriminado das tarifas em todo o país nos últimos anos, de mais de 400%. Os salários cresceram 60% no mesmo período. Segundo documentos da CPI, em 1995 o megawatt-hora (unidade de venda de eletricidade) custava em média R$ 60, em 2006 o preço médio registrado era R$ 230 [ ...
]"

SEGUNDO O DIEESE:

"AS TARIFAS DE ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL 4
Os consumidores domésticos foram os mais atingidos pelo aumento médio das tarifas de energia elétrica ocorrido no Brasil no período do Real. Enquanto a tarifa média total passou de R$ 56,60 por megawatt/hora (MWh), em julho de 1994, para 83,68 MWh, em setembro de 1997, a da classe residencial (que engloba os consumidores domésticos) chegou a R$ 115,00 MWh, contra os R$ 57,50 MWh do setor industrial, R$ 108,00 MWh do comercial e R$ 77,00 MWh das demais classes de consumo. Apesar da importância da elevação das tarifas, fundamental para o financiamento das atividades do setor elétrico e o atendimento das demandas geradas pelo processo de desenvolvimento econômico e social, estes dados mostram que essa elevação se deu em detrimento da população, que teve de arcar com seus custos.
Além disso, a recuperação das tarifas está vinculada à privatização, com o compromisso assumido pelo atual governo junto às empresas interessadas na concessão dos serviços elétricos de garantir receitas protegidas contra o risco da defasagem. Assim, os aumentos das tarifas das empresas privatizadas foram mais freqüentes que os das públicas, elevando seus ganhos frente à inflação, mesmo que esta esteja em baixos níveis.
Essas são as principais conclusões do estudo "As Tarifas de Energia Elétrica no Brasil", realizado pela Linha Eletricitários do DIEESE para subsidiar as atividades dos sindicatos ligados aos trabalhadores do setor de energia elétrica do país [ Continua... ]."
(
Site do DIEESE, Julho de 1998 )

Vejam só: esse é um assunto muito complexo [ Duvida? Então dê um passeio pelo sites do ONS ou da ANEEL ], mas como somos nós que acabamos pagando essa conta, deveríamos tentar entender um pouco mais. Hoje, no Valor Econômico, havia um artigo de um sujeito em que ele pedia ao governo federal a redução dos impostos para baratear a energia. Pergunta de um ignorante noassunto: por quê não pedir ao governo estadual de SP que abra mão do ICMS ( alguns estados parece que já abriram mão )?

A Folha, no domingo, trouxe uma "tabela" mostrando que a energia gerada por uma empresa brasiliense seria a mais baixa do país, no que foi contestada pelo governador Requião, que alega que a conta da Copel é a menor, alegando que os reajustes autorizados pela Aneel não são IMEDIATAMENTE aplicados pela empresa. A própria imprensa noticia isso, na medida em que fala sobre os minoritários da Copel descontentes com a decisão do governo paranaense de não repassar os tais reajustes. A tragédia tucana fica evidente quando sabemos que, no mínimo, o apagão deles causou um prejuízo de 45 bi ao país. Que AES e DUKE foram intimadas pela Justiça para efetuarem os investimentos que deviam ter sido feitos há DEZ ANOS.

Pois bem, é isso aí. De olho nessa CPI. Saber dos estragos que os tucanos causaram em nosso bolso.

terça-feira, 28 de julho de 2009

GALERIA DE HERÓIS DO BLOG: JIM MORRISON

ALTO LÁ! NÃO TEM ESSA de "seguidor" ou de "fã incondicional". Os Doors foram ótmos e destoavam daquele hippysmo do período. Havia certa violência na música da banda e - principalmente - no comportamento de Morrison. E teatralidade.
Jim foi apelidado de "o primeiro barítono do rock'n'roll" por Iggy Pop ( na minha opinião, foi Johnny Cash ). Mas Jim inscreveu seu nome no Panteão deste blog por um feito, que poderá ser conferido neste link:
"DAQUI NINGUÉM SAI VIVO (Biografia de Jim Morrison)" - Jerry Hopkins
Ocorre que a banda, famosa já pelo sucesso de "Light My Fire" ( autor: Robby Krieger ), teve uma proposta para licenciar a canção para a marca de automóveis BUICK: "Come on, BUICK, light my fire." Todos os integrantes da banda aceitaram a quantia de 50 mil dólares, exceto Jim Morrison, que não fora ouvido a respeito. Quando soube, recusou o empréstimo da música.
Algum tempo depois ( puxo meio pela memória ) Jim Morrison aprontou um puteiro colossal num show - acho que foi aquele na Flórida - e, comentou-se, proferiu: "Quero ver a Buick usar essa música agora."
Tá certo, os grupos musicais são contratados por grandes gravadoras [ todos eles: Beatles, Rolling Stones, Velvet Underground, Zappa - por um tempo - Stooges, Ramones etc ] ou suas subsidiárias, passando a fazer parte do esquema comercial [ dinheiro não nasce em árvore ], do qual não se escapa TOTALMENTE, mas não precisa ser tão comercial assim. Jim arruinou as coisas ahahaha.
Os Doors que [ à época de Morrison ] pertenciam à Elektra, demoraram décadas para vender uma música. Se é que já o fizeram.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Sem Ciro, Dilma passa Serra no Nordeste

Essa eu recebi da newsletter do PSB:
Sem Ciro, Dilma passa Serra no Nordeste
Pesquisa do GPP, apresentada por César Maia, mostra candidata predileta de Lula em alta
Uma pesquisa GPP realizada em todo o Brasil, de 11 a 14 de junho, com 2 mil entrevistas, revela que Dilma Roussef (PT) tem 29% contra 46% de José Serra (PSDB) quando entre os candidatos não está Ciro Gomes (PSB). O PT esperava que Dilma chegasse ao patamar dos 30% apenas no final deste ano.
Nesse mesmo cenário, quando se considera apenas a região Nordeste, Dilma marca 41,4% contra 37,6% de Serra.
Quando Ciro Gomes está entre os candidatos, o desempenho de Dilma é bem pior: Serra 42%, Dilma 17% e Ciro 16%.
Ou seja, dá para entender claramente porque uma ala do PT faz tanta questão de empurrar Ciro para ser candidato ao governo de São Paulo --abandonando a disputa presidencial.
Tudo somado, esses números revelam que será muito competitiva a disputa para o Palácio do Planalto em 2010, com dois candidatos fortes pelo PT e pelo PSDB. Serra está relativamente estável no patamar dos 40%. E Dilma aparece sempre com uma curva ascendente a cada pesquisa.
O levantamento GPP foi divulgado hoje pelo ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM), em seu boletim diário divulgado por e-mail, o chamado “ex-blog”.
A seguir, os dados tais como foram divulgados por César Maia:
1. A pesquisa espontânea inovou e perguntou quem seria o melhor presidente para o Brasil, hoje. Com isso, se testa todo o potencial de Lula. Lula obteve 42%, Serra 8%, Aécio 4%, Dilma 3%, Ciro 1%, H. Helena 1%. Pesquisa com NOMES: Serra 42%, Dilma 17% (entre os que têm até primeiro grau incompleto Dilma tem 8%), Ciro 16%, H. Helena 9%. Extremos. No Sul, Serra tem 52%, Dilma 12%, Ciro 11% e H. Helena 7%. No Nordeste, Serra tem 35%, Dilma 19%, Ciro 23% e H. Helena 9%.
2. Sem Ciro Gomes, Serra teria 46%, Dilma 29%, etc. No Nordeste, Serra teria 37,6% e Dilma 41,4%. Curiosamente, ambos torcem para Ciro não ser candidato. Serra, pelo tipo de campanha que faz Ciro. Dilma, pela imprevisibilidade de Ciro, que poderia atirar na política econômica de Lula, como vem fazendo. Lula quer um plebiscito no primeiro turno. E o PSOL decide em agosto se mantém ou retira a candidatura de HH, para ser candidata ao senado.
3. A pesquisa com nomes pergunta quem seria o melhor presidente para: a) enfrentar a Crise Econômica, Serra 39%, Dilma 18%, Ciro 18%, HH 7%. b) Para enfrentar os problemas de Saúde Pública, Serra tem 51%, Dilma 12%, Ciro 12% e HH 8%. c) Para Segurança Pública, Serra tem 37%, Dilma 12%, Ciro 18% e HH 10%. d) Para continuar o Bolsa Família, Serra tem 34%, Dilma 26%, Ciro 14% e HH 10%. Para continuar o Bolsa Família, no Nordeste, Serra tem 30%, Dilma 29%, Ciro 19% e HH 9%.
3. Você quer votar num candidato do presidente Lula (42%), de Oposição a Lula (20%), Tanto Faz (32%)? No Nordeste, candidato de Lula tem 58%. No Sul, 30%. Quem é o candidato(a) de Lula? Dilma 52%, Serra 8%, Ciro 6%, HH 5%. Não Sabe 29%.
4. Serra x Aécio. Serra 59%, Aécio 25%. Sul: Serra 67%, Aécio 13%. Sudeste: Serra 52%, Aécio 34%.
5. Lula está pior: Saúde 41% (em maio de 2007 eram 23%), Segurança 31% (em maio de 2007 eram 44%), Educação 11%, Economia 6%, etc. / Lula está melhor: Programas Sociais 37% (no Nordeste 47%), Economia 24%, Educação 13%, Obras do PAC 6%, Saúde 5%, etc.
6. Avaliação de Lula: Ótimo+Bom 59% (Nordeste 70% e Norte/Centro-Oeste 68%), Regular 32%, Ruim+Péssimo 9%. / Como Lula está enfrentado a Crise Econômica: Bem 46%, Mais ou Menos 43%, Mal 9%. / Crise afetou o Brasil: Mais que outros países 9%, Mesma coisa 34%, Menos que outros países 51% / E em relação a você e sua família a crise afetou, Muito 19%, Pouco 44%, Nada 35%.
7. Na sua cidade existe alguma obra do PAC? Sim 22% (Norte/Centro Oeste 37%), Não 30%. Não Sabe 48% (Nordeste 54%).
8. Como classifica ideologicamente os partidos. Direita e Centro-Direita: PSDB 28%, DEM 27%, PT 24%, PMDB 31%. / Centro: PSDB 16%, DEM 16%, PT 17%, PMDB 18%. / Esquerda e Centro-Esquerda: PSDB 28%. DEM 24%, PT 33%, PMDB 22%. (Obs. 1: diferença são os que não sabem responder por partido). (Obs. 2: Os slogans direita a esquerda não diferenciam os partidos. Exemplo com apenas Direita: PSDB 19%, DEM 18%, PT 18% e PMDB 21%. Com apenas Esquerda: PSDB 19%, DEM 16%, PT 24% e PMDB 14%).
9. Desses Partidos, quem mais defende a redução de impostos: PMDB 13%, PT 32%, PSDB 13%, DEM 10%. / Quem mais defende os Pobres: PMDB 5%, PT 68%, PSDB 5%, DEM 3%. / Quem mais defende a Classe Média. PMDB 17%, PT 27%, PSDB 24%, DEM 8%.

De português

Ô MANUEL...
Essa daqui saiu na coluna da Sonia Racy, no Estadão, em 23/07.
Tucano além-mar
por diretodafonte
Em Lisboa, onde está por conta própria, José Aníbal teve longa conversa com o presidente da Assembléia Nacional, Jaime Gama.
Que lhe perguntou, meio aflito, por que diabos o senhor José Serra não começou ainda sua campanha presidencial, ora pois.

COMENTÁRIO: Observem a presteza com que a Sonia informa, antes de mais nada, que o José Iná, ops, Anibal está [ esteve ] na capital portuguesa por conta própria. E o português, que disse não entender "por quê Serra não começou sua campanha eleitoral",vai me desculpar, viu? Ele queria o quê? PROPAGANDA DA SABESP TAMBÉM EM JORNAIS LISBOETAS? De onde ele tirou que o Serra não está em campanha?

GALERIA DE HERÓIS DO BLOG: ALOYSIO BIONDI

Acho que já escrevi o que pude escrever sobre Aloysio Biondi ( se não no BFI / ENCALHE, pelo menos no antigo Cata-Milho ), já justificando sua presença aqui na "Galeria de Heróis". Amigo, aceite um conselho: leia o "Brasil Privatizado" ( apesar que, nesta altura do campeonato, é improvável que você ainda não tenha lido-o ), visite o site que guarda todos seus escritos: "O Brasil de Aloysio Biondi", mantido por seus filhos. Pois assim você saberá o mal que os tucanodemos causaram ao país, e compreenderá como, pegando um exemplo recente, as compradoras da CESP ( AES ) ficam dez anos [ veja link no final ] sem investir aquilo que foi combinado em contrato, e sem serem incomodadas por essa imprensa horrorosa que temos. Imprensa essa que SEMPRE defendeu a venda de estatais pois as empresas privadas "seriam mais competentes, honestas, profissionais [ sic ]" e etc. Saberá também que, há mais de DEZ ANOS, Aloysio já dizia que o Brasil nadava em petróleo. E entenda, DE UMA VEZ POR TODAS, porque Serra, FHC, tucanalhas e demos não podem, NUNCA MAIS, chegar ao Planalto.
UMA PEQUENA AMOSTRA DO QUE É [ FOI, OU ESTÁ SENDO ] A PRIVATARIA TUCANA."NÃO RIA, CHORE.", DIRIA ALOYSIO:

domingo, 26 de julho de 2009

Para não dizer que não falei de propaganda do governo federal

Deve ser aquilo que a Folha chama "pulverizar": eu fui, como de praxe, filar um jornalzinho na banca. Eis que, folheando o Estadão, chego na página A28. O anúncio brilha:
"COLEÇÃO CULINÁRIA PALADAR" ( se tiverem um exemplar, confirmem ).
Um bocado de livros, uma caixa para guardar, etc.
Aí eu mostro pro jornaleiro o anúncio, pergunto se ele já havia recebido da deveras elegante coleção, seu primeiro número. Ele respondeu que não, imbecil, pois a obra começará a circular em agosto. Mas que ele havia recebido uma "amostra" para ir familiarizando-se com o produto.
- Deixa eu ver, dá prá mim?, perguntei.
- Pode ver, mas não pode levar, seu fila-sopas - ele respondeu.
- Mmmm. Caixa marrom, detalhes em dourado, logotipo "CAIXA"... O quê? É o logo da Caixa Econômica Federal!? Mas o que é que isso está fazendo aqui? Quanto vai custar o fascículo?
- Dezessete e pouco, ele respondeu, por quê?
- Meio caro, né? Mas a Caixa pega dinheiro da poupança e das economias das pessoas para patrocinar obras dirigidas a "gourmands" metidos a besta?
- E daí, o quê esperava você?
- Para ser sincero, eu esperava algum patrocínio menos político-ideologico-partidário-eleitoreiro, tipo anúncio da SABESP, manja? Que até no Piauí tem, sabe?
- Sei, repondeu o jornaleiro.
Caixa, Caixa... Que decepção.
Ah! A campanha do produto ficará a cargo da Agência Artplan ( aquela do Roberto Medina )

Com esse time da oposição, CPI da Petrobrás vai acabar engaiolando é tucano do Demo!

Quem é o tal "estrategista"? W.Luxemburgo? Não. Alguém enrolado na Justiça, talvez? Talvez.
O nome Antero Paes de Barros lhes lembra alguém? Pois é ele mesmo, o estrategista. Ele que, a despeito do Serra nunca ( jamais, nyet ) aparelhar estatais e autarquias politicamente ( chegando a esquecer completamente dos aliados e partidários, e preferindo indicar oposicionistas radicais aos cargos, gente do PCO e PSTU, para mostrar independência )

PARA SABER [ muito ] MAIS:
Bem, o cidadão Antero, que deseja ajudar a "moralizar" a Petrobrás, deveria primeiro explicar suas conexões com o Comendador Arcanjo ( um famoso entusiasta dos bingos ) e com a Máfia dos Sanguessugas [ veja no link indicado ]. O carguinho que descolou na Sabesp deve ter sido realmente por competência e não por polítca, já que o assunto "esgoto" ele deve dominar muito bem.

sábado, 25 de julho de 2009

"PMDB LULISTA X PMDB SERRISTA ", Por Jasson de Oliveira Andrade

Aí vai mais um artigo de nosso Jasson, desta vez sobre os "dois PMDBs", a saber: o "PMDB do L" [ que vem a ser o PMDB aliado de Lula, cuja persona de "destaque", atualmente, é o presidente do senado, José Sarney ] e o "PMDB do S" [ aquele, recém-convertido ao serrismo depois de ter sido demonizado de diversas maneiras pela imprensa amiga e tucana e tem, na figura do ex-inimigo público número 1 da política brasileira, Orestes Quércia, seu maior representante ]. O artigo de Jasson esteve durante 1 semana em meus emails, mas não usei computador neste período. Bom,o artigo não se encontra nada defasado,já que a vEJA desta semana traz na capa uma serpente onde se lê, inscrita sobre sua pele "PMDB". OK. O "partido é serpente", mas tem duas cabeças, é bom informar.

"PMDB LULISTA X PMDB SERRISTA"
No artigo “Contra Sarney ou contra Lula?”, mostrei que os jornalões e revistas, tucanos, estão massacrando Sarney porque ele apóia o governo Lula. Daí ter concluído que os ataques visavam, indiretamente, o presidente. Para se compreender melhor o assunto, existem dois peemedebes: o do Lula (Sarney, Michel Temer e outros) e o do Serra (Quércia e outros). Quércia apoiou Kassab (DEM) para prefeito, tendo lançado a quercista Alda Marco Antonio como vice-prefeita. Hoje ela é também secretária municipal. Quércia, que era atacado pela imprensa escrita e falada, considerado corrupto, um político pior do que Sarney (quando foi presidente do Senado na época de Fernando Henrique Cardoso, nos ano 90, não era atacado pela mídia e muito menos pelos tucanos, como acontece atualmente), hoje é “esquecido” pela mídia.
Quando era considerado um lulista, a revista Veja, em junho de 2006, fez graves acusações contra Quércia, que a processou [ Nota do blog: "Muito bem lembrado, Jasson."]. Como ele hoje é serrista, a revista não o ataca mais, preferindo, por motivos óbvios, o Sarney. Desconheço como se encontra o processo, mas possivelmente foi retirado. Não sei. Para que os leitores conheçam o que ocorreu naquela época, transcrevo o artigo que escrevi em junho de 2006. Por ele, pode-se, mais uma vez, verificar como age a imprensa.
Quércia Processa Veja
A VEJA, na reportagem “O QUE O PT E O PSDB MAIS QUEREM?”, fez duras críticas a Orestes Quércia, ex-governador de São Paulo. No texto, assinado pelo jornalista Otávio Cabral, a revista revela que Serra se encontrou com o peemedebista em 9 de abril. Posteriormente, Quércia foi procurado pelo PT e se encontrou com o presidente Lula, no Palácio do Planalto, no dia 31 de maio. Ao que parece, com esse encontro, o ex-governador não iria mais se aliar com os tucanos. Essa impressão se deve pelos ataques que recebeu da VEJA. Por que a revista não revelou seus “podres” antes, em abril, quando recebeu a visita de Serra em seu apartamento, no bairro dos Jardins? Como a revista faz campanha massacrante contra Lula, quem pagou o pato foi o Quércia. O jornalista foi inteligente. Para não demonstrar que a critica era motivada pelo encontro presidencial, misturou Lula com Serra. Uma reportagem muito sutil!
A sutileza do texto pode-se verificar com esse trecho: “Bem, tucanos e petistas podem até falar de suas semelhanças uma vez ou outra, mas o único dado concreto que os une mesmo, pelo menos até agora, é o assédio a Orestes Quércia, o líder do PMDB que, HÁ MAIS DE UMA DÉCADA, praticamente deixou a política ao tornar-se UM SÍMBOLO VIVO DA CORRUPÇÃO (destaques meu)”.
Uma mentira porque Quércia não deixou a política há mais de dez anos: ele se candidatou a senador em 2002. Adiante afirma: “Durante sua gestão [de Quércia] no governo paulista (1987-1991), a empreiteira Andrade Gutierrez tornou-se a rainha das obras em São Paulo – E AS DENÚNCIAS DE OBRAS E COMPRAS SUPERFATURADAS (destaque meu), como a inesquecível aquisição de equipamentos de informática de Israel, viraram uma constante. (...) Quércia tem origem humilde, filho de uma lavradora e um balconista de mercearia, e conseguiu erguer um império sem deixar de fazer política – razão pelo qual se tornou SÍMBOLO DOS POLÍTICOS QUE ENRIQUECEM COM A PRÓPRIA POLÍTICA (destaque meu)”.
Em vista desses ataques, Quércia vai processar a VEJA. No Informe Publicitário que publicou na imprensa, no dia 6 de junho, o ex-governador informou: “VEJA requentou matéria de 14 anos atrás, sem acrescentar nada de novo, nenhuma denúncia, nenhum indício e, pior, sobre tema já julgado e encerrado pela Justiça brasileira. Para me atacar e ludibriar seus leitores, VEJA usou a velha técnica de misturar verdade e mentira para tentar dar verossimilhança à sua falácia e fantasia. (...) As denúncias que VEJA requentou foram julgadas e esclarecidas há anos. Fui ABSOLVIDO (destaque meu) pela Justiça de todas as acusações mentirosas feitas por meus opositores políticos. (...) Sendo assim, em defesa de minha honra e a bem da verdade, estou encaminhando processo judicial pelas calúnias e difamações das quais, mais uma vez, fui vítima. Recorri a esse expediente legal para responsabilizar VEJA e a Editora Abril”. Quércia critica: “Liberdade de imprensa é um dos mais caros componentes da democracia, mas não se pode aceitar que o mau jornalismo iluda a população e ofenda qualquer cidadão”.
Não vou entrar no mérito das acusações da VEJA, nem da defesa de Quércia. O processo judicial que o ex-governador diz que impetrou vai decidir quem tem razão. Apenas estranho que a revista não tenha citado o caso da privatização do Banespa. Neste caso, os tucanos entraram na Justiça contra a antiga administração. Diretores que conheço, decentes e honestos, tiveram seus bens bloqueados. Passaram por constrangimentos. Por que a VEJA não citou esse caso? Será que o motivo não seja porque foram os tucanos que privatizaram e entraram com o processo? As pessoas supostamente envolvidas, ao que consta, foram absolvidas, e hoje, um deles governa São João da Boa Vista [Em 2009, ainda prossegue o processo contra o Nelsinho, se não estou enganado]. Será que VEJA ainda acredita no apoio de Quércia a Serra e não quer citar o caso para não atrapalhar? Estranho muito estranho!
Encerro este artigo com uma dúvida. Se o Quércia tivesse apoiado o Serra ao invés de ter encontrado com o presidente Lula, a VEJA teria feito essas denúncias, “requentadas” como diz o ex-governador? Por que levantar processos já arquivados? Em minha opinião, a revista procura desmoralizar quem se aproxima de Lula! Ai daqueles que tentam fazer esse contato. Agora foi a vez de Quércia. Quase mereceu uma capa da revista. Isso só não aconteceu porque foi apenas um encontro. Se tivesse apoiado o presidente... Vejam como age a VEJA, mesmo disfarçadamente!” Isto escrevi em junho de 2006. Perceberam que a imprensa escrita e falada agem da mesma maneira em 2009?
JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu
Julho 2009

E MAIS:

Em edição publicada em 2002, a vEJA decretara que o "dinossauro Quércia" havia saído de circulação. Mal sabia a revista que o Conde Serroff detinha conhecimentos e poderes milenares, capazes de trazer a vida criaturas então "desaparecidas". Usou deste poder estranho para trazer à vida a criatura Quércia e esta, como um zumbi sem vontades, endossou o apoio de seu partido à candidatura Kassab que pelejava pela reeleição à Prefeitura paulistana. Que medo!

terça-feira, 21 de julho de 2009

Óleo de fritura pode virar combustível

SÃO PAULO, 21 de julho de 2009 - A produção de biodiesel a partir de óleos usados em frituras é viável e benéfica para o meio ambiente, segundo o professor de Engenharia da Produção da Universidade Nove de Julho (Uninove), José Carlos Curvelo Santana. De acordo com o especialista, em média, as famílias brasileiras consomem entre um e três litros de óleo por mês, que, se fosse reaproveitado, poderia gerar entre 11 e 33 milhões de litros de biodiesel. Levando-se em conta o preço médio do litro do combustível, R$ 2,25, o retorno financeiro mensal da produção pode ultrapassar R$ 70 milhões. O óleo de fritura usado e descartado nos ralos danifica o encanamento e é prejudicial ao meio ambiente mas, reaproveitado, se transforma em biodiesel. "Um combustível que não poluí tanto quanto os outros que temos no mercado. É livre de enxofre, não é tóxico, é biodegradável e reduz o aquecimento global", diz o professor. A produção do biodiesel ainda é mais cara do que a de óleo comum, entretanto, durante sua produção também se obtém a glicerina - um subproduto de alto valor agregado - que é muito utilizada na indústria de produtos fármacos e explosivos.
O reaproveitamento do óleo de cozinha e sua transformação em biodiesel, segundo o professor, passa pela conscientização dos órgãos públicos e da população e pela implantação de um sistema de coleta eficiente e traz ganhos incalculáveis para o meio ambiente. O biodiesel poderia ser utilizado nas frotas de ônibus, caminhões e máquinas da prefeitura. "Como retorno à sociedade, além de um ambiente melhor, a prefeitura poderia reduzir os impostos, reduzir o preço da passagem dos coletivos ou investir o capital adquirido com a produção do biodiesel e da glicerina no melhoramento da educação, saneamento e saúde pública", conta o professor. (Redação - Agência IN)

EM SÃO PAULO NÃO TEM DISSO: Programa do governo do PR isenta da conta de luz 235 mil famílias!! CHUPA CQC! Perguntem pro Serra porque SP não tem isso!

20/07/2009

O Programa Luz Fraterna, do Governo do Estado, beneficiou uma média de 235 mil famílias no primeiro semestre de 2009 no Paraná com o fornecimento de energia elétrica sem custos. Os recursos repassados durante o período foram de R$ 14,3 milhões. Desde o início do ano, foi entregue 1,4 milhão de benefícios.
O Luz Fraterna foi instituído em 2003 pelo governador Roberto Requião e permite ao Governo do Estado quitar a conta de energia elétrica de famílias paranaenses de baixa renda, quando o consumo não ultrapassar o limite de 100 quilowatts-hora no mês. O programa é desenvolvido pela Secretaria de Trabalho, Emprego e Promoção Social em parceria com as Secretarias de Planejamento e Coordenação Geral, pela Copel e pelas concessionárias de energia elétrica que atendem o estado. De acordo com o secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Promoção Social, Nelson Garcia, o Luz Fraterna tem gerado bons resultados. “Só no mês de junho foram investidos R$ 2,4 milhões, sendo 251.842 os beneficiários. Com a ajuda, o dinheiro que é poupado todo mês pode servir para a compra de alimento, educação e saúde”, afirmou Garcia.
Incentivada
Por uma companheira de trabalho, Nelci Terezinha Ribas Gomes, que gasta menos que 100kWh por mês de consumo, também pretende participar do programa. “O Luz Fraterna ajuda famílias como a minha e a de Eugenia, e é por isso que fiquei interessada. Toda ajuda sempre é bem-vinda”, ressalta.
CRESCIMENTO - Em 2004, o primeiro ano de prestação do serviço, cerca de 227 mil residências receberam energia elétrica sem custos. Em 2005, o número de casas beneficiadas aumentou cerca de 4,78%, atendendo mais de 237 mil famílias. Em 2006, o programa atingiu seu maior crescimento, 10,23%, que corresponde a um aumento de 24,3 mil moradias, totalizando cerca de 262 mil benefícios. Em 2007, o programa atingiu cerca de 265.787 famílias. Em 2008, a média foi de 247.150 mil famílias tiveram as contas de luz pagas pelo Governo Estadual. Para participar do programa, a família deve possuir renda mensal de até R$ 120,00 por pessoa e fazem parte do Cadastro Único para Programas Sociais. O titular da conta de energia não pode possuir mais de uma conta de luz no seu nome nem débitos em atraso com a Copel e o consumo de energia elétrica deve manter-se em até 100kWh por mês.
Arquivos anexados:
2007 Luz Fraterna.doc

LEITURA COMPLEMENTAR:
REQUIÃO ENFRENTA OS INVESTIDORES E NÃO REPASSA AUMENTO DA CONTA DE LUZ AOS CONSUMIDORES! DÁ-LE, REQUIÃO!
EM SÃO PAULO, NO ENTANTO, SEGUE-SE O CONTRATO À RISCA: 13 E POUCOS PORCENTO DE AUMENTO NO LOMBO DO CONSUMIDOR, SOB O BENEPLÁCITO DO GOVERNO ESTADUAL TUCANO! CHUPA CQC! E QUEM GOSTA E ACREDITA NO CQC, PODE CHUPAR TAMBÉM! E CHUPA DE NOVO, CLASSE MÉDIA IGNARA PAULISTANA!

Governo do Paraná enfrenta resistência de conselho da CopelOs acionistas minoritários da Companhia Paranaense de Energia (Copel) vão protestar em assembleia contra a decisão do governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB) de não repassar aos consumidores atendidos pela estatal de energia o reajuste médio de 12,98% nas suas tarifas autorizada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Na quinta-feira, assembleia geral extraordinária examinará o tema e os acionistas manifestarão seus constantes descontentamentos com decisões do governador que afetam as receitas da companhia. Apesar das manifestações em assembleia, os minoritários têm consciência de que não conseguirão vetar a medida, uma vez que Requião representa o controlador da companhia, o Estado, que concentra 58,6% das ações ordinárias (ON, com direito a voto) da empresa. Três conselheiros independentes da Copel, segundo apurou o Valor, apoiaram a posição dos minoritários em reunião extraordinária realizada na sexta-feira, que examinou o tema. No encontro, a ausência de repasse foi aprovada para os consumidores adimplentes e que paguem pontualmente suas faturas, mas os conselheiros Nelson Fontes Siffert Filho, chefe do departamento de energia elétrica do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Jorge Michel Lepeltier, consultor, e Luiz Antonio Rodrigues Elias, secretário do Ministério da Ciência e Tecnologia, apresentaram um extenso voto contrário à medida. No documento, ressaltam, entre outros pontos, que vinham aprovando decisões do controlador, como a de pagamento apenas de dividendo mínimo, em favor das necessidades de preservação do caixa da empresa para promover seu crescimento. Mas destacam que o orçamento de 2009 aprovado para a companhia ano passado previa o repasse do reajuste autorizado pela Aneel aos cerca de 3,5 milhões de consumidores atendidos por ela. O argumento de Requião é o de que a medida irá estimular a economia em período de crise e atrair investimentos para o Estado. Em anos anteriores, ele também já havia impedido o reajuste nas contas de luz. A falta de repasse reduz receitas da elétrica, o que deverá afetar os resultados da companhia, prejudicando, consequentemente, o retorno aos acionistas minoritários.
20.07.09 - Valor Econômico / Por Ana Paula Ragazzi

E MAIS!!!

“Copel foi reestatizada e passou a ter a tarifa mais baixa do Brasil”

Roberto Requião, governador do Paraná e candidado à reeleição:

“Copel foi reestatizada e passou a ter a tarifa mais baixa do Brasil”

“O mercado só tem compromisso com o lucro. Essa gente acha que o Brasil é um mercado. É o Banco Central independente, é o fim da nacionalidade, é a venda de todas as empresas publicas, tudo se transforma num negócio, inclusive o povo, que passa a ser mão de obra para ser explorada de qualquer maneira”, disse Requião

“Aqui no Paraná temos um governo firme na defesa do patrimônio, que não dobra a espinha nunca quando tiver em jogo o interesse do povo. E vamos dar continuidade a isso”, afirmou o governador paranaense e candidato à reeleição, Roberto Requião (PMDB), ao resgatar a grande vitória que o Paraná teve ao retomar, durante o seu governo, o controle sobre as estatais de energia e água que haviam sido entregues a grupos estrangeiros pelo governo que o antecedeu.

Requião anunciou que ele e o atual vice-governador do Estado, Orlando Pessuti (PMDB), irão se licenciar do cargo nos próximos 15 dias para poderem se dedicar exclusivamente à campanha eleitoral. Orlando Pessuti teve o nome confirmado no último domingo, dia 13, durante reunião da Executiva do PMDB do Estado, para ser novamente o candidato a vice-governador na chapa “Paraná Forte”. Por unanimidade, a Executiva também confirmou o lançamento da candidatura de Aldo Parzianello, ex-Secretário de Justiça do Estado, ao Senado Federal.

COPEL E SANEPAR

“Nós ganhamos praticamente tudo. A Sanepar é nossa, a Copel é nossa. A Copel tinha empresas estrangeiras como a El Paso, a Energy. Nós resolvemos todas as pendências”, disse. “E vamos continuar mantendo a Copel nas mãos do povo, construindo usinas hidrelétricas. Outro dia ainda eu inaugurei a Usina de Santa Clara do Fundão, então as únicas usinas hidrelétricas inauguradas no Brasil. Da Copel, 70% da Copel, eu comprei aquela famosa usina a gás que era do grupo americano, arrebentei os contratos absurdos, pra ela voltar a funcionar”, disse Requião sobre a Usina de Araucária, que permanceu paralisada por anos em função da atuação de interesses estrangeiros.

O governador lembrou que, novamente nas mãos do Estado, a Copel e a Sanepar voltaram a beneficiar o consumidor, ao contrário do que acontece com as empresas que foram privatizadas no Brasil. “Nesses anos todos, a Copel teve a tarifa mais baixa do Brasil. Nós resolvemos todas as pendências. Baixei 12% a tarifa residencial da Copel”. E ressaltou: “Foram essas vitórias todas que viabilizam a Luz Fraterna, que é energia de graça para as pessoas mais pobres, a retomada pelo poder público da Sanepar, que possibilita a tarifa social: R$ 1,25 por 2.500 litros de água para as famílias mais pobres. O programa do leite, esses programas sociais todos”, afirmou Requião durante entrevista à TV Tarobá.

FIM DOS PEDÁGIOS

O governador lembrou a batalha que o governo do Estado travou durante os últimos quatro anos para reverter a privatização e os preços extorsivos cobrados pelas concessionárias de pedágio após a entrega das rodovias estaduais pelo governo anterior. “Continuo mantendo o compromisso e vou continuar considerando o pedágio ruim pro Paraná, ruim para o Brasil”, ressaltou.

“Aprendi na faculdade que não há direito adquirido contra o interesse público. Mas nós entramos com 38 ações e seguramos a alta desejada do preço do pedágio. E o grande combate ao pedágio foi demonstrar a sua desnecessidade. Nós estamos reconstruindo cinco mil quilômetros de estradas com uma despesa aproximada de R$ 1,2 bilhão com o dinheiro do Tesouro, com o dinheiro do erário, sem utilizar do Estado do Paraná nenhum real. Então nós demonstramos que o pedágio é desnecessário e que o preço do pedágio é um abuso”, afirmou.

Requião lembrou que “há uma diferença fundamental entre nação e mercado: o mercado só tem compromisso com o lucro. Esta gente acha que o Brasil é um mercado. É o Banco Central independente, é o fim da nacionalidade, a venda de todas as empresas publicas, tudo se transforma num negócio, inclusive o povo, que passa a ser mão de obra para ser explorada de qualquer maneira”.

Por isso, destacou que a única lógica que norteia sua atuação é a de governar para Nação, para o povo. “A Nação tem território, conquistado e mantido ao longo do tempo com o trabalho da população e o sangue das disputas. A Nação tem história, ela tem passado, tem processo cultural, e se transforma num processo civilizatório. A Nação se caracteriza por um povo que vive no mesmo momento e no mesmo espaço físico, obedecendo tradições culturais e sobrevive com amor, fraternidade e trabalhando junto. E o mercado não, o mercado é só lucro”, frisou.

Fruto dessa prioridade, Requião destacou que “minha opção preferencial foi por levar luz para os mais pobres, água tratada, leite das crianças, apoiando a produção leiteira e ao mesmo tempo alimentando as pessoas mais pobres, que sem proteína podem perder neurônio, o que não se recupera nunca mais na vida. E o leite garante o desempenho na escola, na vida, e eu vejo toda a economia sob este ponto de vista”, disse.

“Além disso, em três anos e seis meses nós geramos mais de 327 mil empregos e 150 mil novas empresas abriram no Estado do Paraná”, destacou, ao lembrar que em seu governo a geração de emprego no Paraná ficou entre as mais altas do país.

SEGURANÇA PÚBLICA

O governador paranaense destacou algumas medidas, como a unificação da atuação das forças policias, que foram adotadas nos últimos anos para reforçar a Segurança Pública e impedir ações de grupos criminosos como as que ocorreram em São Paulo recentemente.

“Aqui a Polícia Civil, a Polícia Militar e a Polícia Federal trabalham juntas. Toda segunda-feira nós temos, no Palácio do Governo, uma reunião. O delegado da Polícia Federal, a Associação dos Juizes, o Ministério Público Estadual, todas as autoridades vinculadas à Segurança Pública, Polícias Militar, Civil, para discutimos essas coisas e tomarmos providência”, contou.

Para reforçar a Segurança da população, o governador lembrou que o Paraná está inaugurando 12 penitenciárias. “Na história do Paraná, em 100 anos, se construiu ao longo de muitos governos, uma quantidade de mais ou menos 7.600 vagas. Nós estamos construidos 11 mil vagas. Contratei quatro mil novos policiais, 3.900 novos veículos, mudei o armamento da nossa polícia que estava perdendo feio para as quadrilhas. Hoje, a nossa polícia tem uma nova pistola semi-automática 40, todos os policiais têm colete à prova de bala. O salário dos soldados do Paraná hoje é o segundo maior salário do Brasil”, contou.

“Quando você tem razão, não cede, gritem os jornais, gritem a grande imprensa vinculada a interesses que não são interesses brasileiros, você tem que resistir, eu acho que nos vamos vencer no primeiro turno porque vamos mostrar que a defesa intransigente dos interesses da população vale a pena”, afirmou Requião.


.

.

GALERIA DE HERÓIS DO BLOG: OS FABULOSOS AMARELINHOS DA CET!

ESTES, EM NOSSO justo modo de ver as coisas, merecem o status de "heróis" tanto quanto os valorosos bombeiros. Imagine você ser apresentado à "opinião pública" como um "abusado" ou um "tirano", quando você está apenas cumprindo uma função elementar: punir os maus motoristas ( que são, coincidentemente, maus cidadãos, más pessoas, más companhias... ).

Repito meu desafio aos nobres paulistanos: quando estiverem sem fazer nada, com tempo disponível ( por exemplo, no ponto de ônibus, quando costumamos gastar 30 minutos inutilmente à espera do transporte, que vem atrasado e cheio ) fiquem observando o comprtamento dos motoristas. Estão falando ao celular? Estão ocupando a faixa de pedestres enquanto aguardam o sinal verde? Estão na contramão? Estão estacionando em local permitido? Sobre a calçada? E a velocidade?
Oras, não é porque ( mesmo na condição natural de pedestre ) almeja tornar-se mais um motorista na cidade de SP, que você vai ignorar o que seus concidadãos fazem atrás do volante.
Um dos males desta "opinião pública" paulistana é desejar que a CET torne-se um exclusivo serviço de VALLET, mantido com o dinheiro de todos os cidadãos. Desejam que os fiscais de trânsito "eduquem". Eis o sinônimo de "educar", no dicionário paulistano:
CET: - O sr. está estacionado sobre a calçada, obrigando as pessoas a transiterem pelo meio da rua, rendendo-lhes riscos à vida. Será multado!
CIDADÃO EXEMPLAR, INDIGNADO E "PERSEGUIDO" PELA CET TIRANA: - Vocês só pensam em multar o pobre cidadão, em vez de nos educar para o trânsito!
CET ABORDANDO OUTRO MELIANTE: - Falando ao celular enquanto dirige? Tome multa!
CIDADÃO DE BEM: - Aiaiaiaiai... Vocês, da Indústria da Multa, só pensam em multar, para encher os cofres da Prefeitura, e aí prus pulíticus roubá!
CET: ( SUSPIRO! )
Que os justiceiros amarelinhos fechem os olhos para as barbaridades perpetradas pelas crianças adultas, que não se satisfazem abarrotando as ruas da capital em nome de um "estilo de vida" que só parece "independente" nas propagandas de TV, é isso o que a "opinião pública" deseja. Estas crianças que obedecem a um código de comportamento ( "escrito" sabe-se-lá quando ) que postula que somente será feliz, e se mostrará bem sucedido, aquele ( e também "aquela" ) cidadão ( ã ) que se dispuser a possuir um automóvel ( para depois, no fim das contas, ser possuído por este ). Parece que as "portas se abrirão", que seremos "mais independentes" e "aceitos" pelos nossos pares. E um aviso subliminar: AI DAQUELE QUE OUSAR POR EM DÚVIDA TAIS POSTULADOS! Os "ousados" serão devidamente proscritos e desconsiderados pela sociedade do motor e barulho.
A recompensa para os que adentrarem tal "clube dos vencedores"? Sugere-se, por exemplo, que haveria uma vida sexual mais rica, diversificada e satisfatória. Pelo grau de tensão que se observa em nosso cotidiano, fica difícil acreditar nisso. Também há uma promessa meio contraditória, pelo menos no campo da imaginação: as ruas, nos comerciais, parecem vazias, dando a impressão de que vivencia uma "liberdade". Ocorre que, todos buscando isso, ao mesmo tempo, acaba-se entulhando as ruas de carros, o que impede a realização desta promessa. Será impossível perceber e/ ou aceitar isso? Outra consideração sobre a "liberdade": excluída a posibilidade física desta "liberdade" ocorrer por falta de espaços, há também a quetão da eterna escravização financeira do proprietário do automóvel. Vale a pena, mesmo?
Para botar ordem nessa zona ( psicológica, física ), são escalados os bravos cruzados, denominados "amarelinhos", os bravos e heróicos fiscais de trânsito da CET.
Benvindos à GALERIA DOS HERÓIS DO BLOG!

domingo, 19 de julho de 2009

GALERIA DE HERÓIS DO BLOG!! NOVIDADE!

PODEM SER heróis, ou musas inspiradoras, ou personagens que nos divertem de verdade. Pois os autores deste blog também sabem se divertir... Não somos sérios e casmurros as 24 horas do dia. Isso é só uma fachada, que tm obtido considerável sucesso. Somos convincentes.
A inauguração de nossa "Galeria de heróis..." fica a cargo de nosso querido BILLY. Esse me faz rir a valer.

"DANUSIANISMO": DANUZA LEÃO QUER TRANSFORMAR O BRASIL EM SUÉCIA! COMEÇANDO PELA ESTERILIZAÇÃO DOS POBRES!!

Essa mula esticada inventou a teoria do "Danusianismo", que incorpora os conceitos malthusianos aos do Manual de Redação e Estilo da Folha de São Paulo. Acho que foi na década de 1930, que a Suécia ( se não for, alguém me corrija, please ) levou a cabo um programa de esterilização sem o conhecimento ( e, logo, sem o consentimento delas ) das vítimas. Acho que este programa durou umas décadas. Se foi bom para a Suécia, deverá ser bom para o Brasil, não?
PENSEMOS COMO SE FÔSSEMOS DANUSAS: Se "problemas" de "raça" ou "saúde" [ a falta dela ] de alguns indivíduos foram interptretadas como ameaças à sociedade sueca de então, sendo a "motivação" para os suecos empreenderem esta esterilização forçada ( cerca de 62.000 cidadãos ) , pode-se dizer que, aqui na terrinha, deficiências "financeiras" de milhões de compatrotas representam um risco extremo para a integridade de nossa sociedade, deixando a questão social de ser mera "questão de polícia", para tornar-se "questão de saúde pública". Isso, na teoria "Danusiana", justificaria uma esterilização em massa desses indivíduos "deficientes", em favor da sociedade. Os renitentes, que insistirem em permanecer num estado em que apresente risco para si, para sua família e, ao fim, à própria Nação, deverá ser confrontado e punido com a perda dos estipêndios colossais garantidos pela Bolsa Família.
E pensar que o Serra gasta meu dinheiro de impostos para comprar assinaturas destes jornais e distribuí-las nas escolas...
Por quê esta besta não diz algo como "Devido ao progressivo desaparecimento das fontes de água potável no planeta Terra, a classe média paulistana deveria ser proibida de possuir automóveis para, assim, economizar e poupar água, tal como fazem as pessoas que VOLUNTARIAMENTE não possuem carros e, portanto, não desperdiçam recursos hídricos preciosos. Afinal, carros não são pessoas."?
Com essa beleza toda, é fácil evitar filhos... É "Danuza prá leão".
Danusa Leão
Está mais do que na hora de lei limitar a dois o número de filhos, e quem ultrapassar não ter mais Bolsa Família
SEGUNDO A ONU, vai a 1 bilhão o número de pessoas que passam fome no mundo; pois nem assim o governo Lula ataca com seriedade (nem sem) o problema do controle da natalidade. Sem esse controle, mais e mais gente nasce, e em alguns anos o bilhão vai se transformar em 2, 3, 4 bilhões. Quanto mais pobre é o país, quanto mais pobre a região do país, mais ignorante é a população, que, sem uma orientação para valer, vai continuar fazendo a única coisa que sabe: procriar.
Não ouvi falar de nenhuma campanha mostrando que é possível e permitido não ter mais que um ou dois filhos, ou até nenhum. Será que alguma mãe gosta de ver seus oito ou dez filhos passando fome numa casa com chão de terra batida, sem nenhuma perspectiva? Essas pobres mães recebem mensalmente a esmola-família, e não tendo acesso à informação, portanto nenhuma orientação sobre o controle da natalidade, continuam tendo um filho por ano. Todos sabemos - ou deveríamos saber - que não é possível continuar nascendo tanta gente.
Para terem direito ao benefício do Bolsa Família, as famílias precisam se comprometer a mandar seus filhos à escola. Tudo bem; mas você acredita que isso esteja acontecendo? Eu, não. Em primeiro lugar porque sabemos que existem poucas escolas no interiorzão, e as distâncias são longas. Às vezes é preciso andar mais de uma hora para chegar a um barracão tosco e aprender a ler; mas aprender para que, se, na realidade em que vivem, é perfeitamente dispensável saber ler? Quem deveria fiscalizar não fiscaliza, pois cortar o auxílio significa perder votos na próxima eleição, por isso a indústria do analfabetismo continua em alta. Interessa ter um povo que leia e compreenda o que acontece em Brasília?
Claro que não. Uma população pobre, recebendo a esmola magnânima, leva a uma consequência direta: a popularidade de Lula cresce, que é o que interessa -a eles.
Não é um problema local, mas do universo inteiro, e tem que ser atacado. Só para lembrar: a China escapou de uma catastrófica explosão demográfica, quando proibiu as famílias de ter mais de um filho, sob pena de multa e penalidades dramáticas. Antes que me joguem pedra na rua, não estou dizendo que devemos copiar a China em tudo, apenas dando um exemplo mais ou menos recente, pois não tomar uma providência enérgica, no panorama atual, é de profunda irresponsabilidade.
Está mais do que na hora de haver uma lei limitando a dois o número de filhos, e quem ultrapassasse esse número não teria mais direito ao Bolsa Família; essa limitação deveria ser para gente de qualquer classe social, claro, mas pessoas mais esclarecidas estão tendo cada vez menos filhos, aqui e no mundo inteiro. Ao mesmo tempo, uma grande campanha ensinando como evitar filhos, e dando aos pais a ajuda necessária para que os procedimentos sejam seguidos. Levaria tempo? Levaria.
Mas poderia começar, e logo.
O Ministério da Saúde não distribui camisinhas de graça no Carnaval? E por que não faz o mesmo nas favelas e nas regiões mais pobres do Brasil, não esquecendo de explicar que a Igreja Católica, que parou no tempo e prefere ver pessoas mortas por Aids a liberar a camisinha, não tem rigorosamente nada a ver com o assunto?
Dois filhos por mãe ou esmola zero. Crianças crescendo sem se alimentar convenientemente, ignorantes, e que quando adultas terão dificuldade para arranjar emprego, não é bom para ninguém, e o problema não é do Brasil, mas do planeta.
E voltando à China: se tivesse uma população três ou quatro vezes maior, o país não seria a potência que é.
( Essa merda saiu na Folha de São Paulo, no triste dia de 19.07.09 )


MAIS:
Se você quiser mandar algum recado para esta "colonista" ( Copyright by PHA ), o blog dela é:
http://danuzaleao.blogspot.com/

E BÔNUS ( PLUS! )
Post surrupiado ao blog COM FEL E LIMÃO, de Vinícius Duarte...

Julho 19, 2009
Essa senhora escreve lá na Folha de SP. Ela faz parte da turminha descolada do Posto 6. Sabe, né? Bossa-nova, “barquinho”, chope à beira-mar, e tal e coisa. Aqueles sexagenários que “formam opinião” no Leblon, Copacabana e Ipanema, e acham que “o cara” mesmo é o Gabeira…
Quando jovens, queriam(?) mudar o mundo; depois que envelheceram, assumiram discursos bem estranhos à antiga causa.
O texto
A Fome ( leia somente com o estômago vazio…) é um exemplo disso: a colunista da FSP acha que a principal atitude para combater a fome no mundo é diminuir o número de bocas famintas, impedindo a massa ignara de “procriar feito baratas”. [ Bem lembrado, Vini: nossa querida dona Ingrid ]
A simplicidade é ouro, e o simplismo é uma bosta.
Dona Danuza, quando a senhora estiver lá em Copacabana, passeando pelo calçadão ou sorvendo seu “garotinho”, poderia reparar nas PANÇAS ENORMES que por lá aparecem, em contraste com os braços mirrados dos pedintes? Que tal revirar o lixo do seu prédio, para ver quanta comida é jogada fora pela senhora e seus vizinhos? Nojento? Que tal, então, analisar as estatísticas de produção e consumo de alimentos nos países desenvolvidos, em contraste com o 3º mundo? Distribuição de renda, aquelas coisas. Sabe do que estou falando, D. Danuza???
É sempre assim: querem acabar com a infecção tomando analgésicos. Vai ver é porque eles são as bactérias.
E, um dia, me disseram que a idade trazia sabedoria ao homem. Estou morrendo de medo de envelhecer (mais).

Blogs BFI - O Correio da Elite e ENCALHE citados no BLOG DA DILMA! ORA!

O QUE EU POSSO DIZER, além de que é uma honra ser citado por um dos mais visitados blogs de política do País, o BLOG DA DILMA? E, melhor, citado por DUAS VEZES!! E olha que [ apesar de não esconder que votei em Lula pelo menos nestas duas últimas vezes, e também na Marta ] não lembro de ter feito ainda nenhum post que sugerisse uma declaração de intenção de voto em qualquer candidato a presidente e governador em 2010. Acho que é pela certeza que deixo de que em tucano e "Demo" eu não voto nem amarrado. Enfim, obrigado a turma que mantém o Blog da Dilma ( DANIEL PEARL, JUSSARA SEIXAS, ONI , SARAIVA e THIAGO PIRES ). Servimos bem para servir sempre!

http://dilma13.blogspot.com/2009/07/blogs-do-dia_16.html

BLOG DA DILMA: BLOGS DO DIA via kwout



http://dilma13.blogspot.com/2009/07/blogs-do-dia_11.html

BLOG DA DILMA: BLOGS DO DIA via kwout

Bacana dos Jardins diz que ação contra a Tania Bulhões "é para esconder os escândalos do governo" [ sic ]!! Receita Federal nessa dondoca!!

No blog do Esquerdopata há um tópico chamado "Reaça do dia", que consiste em pegar e reproduzir opiniões de pessoas [ geralmente das seções de cartas de leitores dos jornais, locais onde a imbecilidade encontra seu curral adequado ] , que as caracterizariam, no entender do blogueiro, como "reaças" ( reacionárias ). Eu gostei da idéia, a ponto de surrupiá-la, mas aqui não darei um nome tão bacana como "reaça". Será de "imbecil" para baixo. Hoje eu começo com mais um trecho tirado da coluna ( 17.07 ) da gloriosa Mônica Bergamo [ que parece se divertir à beça ]. Degustem a estupidez em estado brüt...
"CONSPIRAÇÃO - Cliente de Tania Bulhões, a marchand Mira Felmanas, da galeria Proarte, considera a operação um "exagero". "Esse tipo de ação é uma forma de encobrir os escândalos do governo. Ao invés de incentivar quem gera empregos, ele atrapalha." Perguntada se vai continuar comprando nas lojas de Tania, ela afirma: "Lógico, né?" '
Típico pensamento [ que gera ações ] da classe média ( média-alta ) paulistana - e óbviamente anti-Lula: "esse governo" tem que dar férias permanentes para a Polícia Federal, para a Receita e demitir o Ministério Público inteiro, para que os bacanas "que dão empregos" possam sonegar [ vulgo "roubar" ] sossegadamente. "Esse governo" cheio de "escândalos", tais como o caso Alstom, a corrupção policial e a venda de cargos na Segurança Pública, o craterão do Metrô Federal de SP, o Apagão Educacional Continuado Estadual paulista do Governo Federal, a CDHU que enfrenta CPI, e um monte de casos de extrema gravidade, todos estes casos que o governo Federal tenta enterrar, criando factóides e problemas para cidadãos de bem das colunas sociais paulistanas que não têm culpa de ser bem-sucedidos, inclusive na proposta de driblar o Fisco para economizar algum. Esse é o típico eleitor tucano. Que lixo.

sábado, 18 de julho de 2009

Em evento de celebração a Franco Montoro, representantes do "PMDB de Serra" dizem que "não sabiam quem era Sarney" quando eram seus aliados...

Tenho certeza que a Mônica Bergamo ( de onde copiei este texto: FSP, Ilustrada, 18.07, E2 ) tava de ironia quando escreveu este texto para a coluna. Ela flagrou um monte de gente tirando o corpo fora. Que o "Sarney de antigamente" era um Abe Lincoln perto deste Mr. Hyde que o senador ( PMDB do L ) teria se tornado hoje. A Alda Marco Antonio, PMDB da gema e da cota do Quércia ( PMDB do S ) diz que não sabia de nada. O Serra disse que Montoro estaria "exasperado" com os rumos que a "vida pública tomou", o que pode significar qualquer coisa, desde os 1 bilhão de pedidos de CPIs protocolados na ALESP desde 1995 até o tratamento policial que os governos estaduais do PSDB dão à questão da Educação, num flagrante contraste com o Montoro que - a menos que eu esteja mal informado - não pôs polícia para bater em professor grevista.
Tive uns rápidos emails trocados com o Jasson de Oliveira, em que discutimos o "Problema Sarney", e concordamos que a polêmica se deve ao alinhamento do senador com Lula. Posteriormente, eu li uns negócios hoje, e pensei se isso não tem também - e/ou principalmente - a ver com o pré-sal. Duas frentes: Sarney ( cujo aliado Edison Lobão comanda o Ministério das Minas e Energia, apesar de, no caso do pré-sal, ele parece inclinado a trabalhar por uma estatal específica para produto, ao contrário do que propõe a AEPET, que insiste na exploração pela Petrobrás; não entendo ainda muito bem este tema; não sei qual o papel de Lobão e o alcance das atribuições de seu Ministério nessa matéria da exploração petrolífera; ainda por cima, há uma discussão sobre o um "marco regulatório", que deverá sair em Agosto, que deve ter a ver com uma mudança da Lei da Petróleo estabelecida no governo FHC, acho que é a lei que quebrou o monopólio da Petrobrás, o primeiro passo para quebrá-la inteira para depois vendê-la aos cacos ) e CPI da Petrobrás. Talvez haja uma "cortina de fumaça" ou algum daqueles truques de mágica em que a platéia tem sua atenção desviada enquanto o mágico faz o truque sem ninguém perceber. O Sarney não pode ter "enganado" tanta gente, durante tantas décadas, e essas pessoas só foram "acordar" agora. Não tem explicação.
"Montoro estaria exasperado"
Os dez anos da morte do ex-governador André Franco Montoro (1916-1999) foram lembrados, anteontem, com missa, exibição de filme e lançamento de um livro escrito por sua filha Mônica, no mosteiro de São Bento. O documentário termina com a eleição indireta para presidente da República, em 1985, e não abrange o período em que o homenageado apoiou o governo de José Sarney, hoje à frente do Senado e acossado por denúncias. A coluna perguntou aos convidados do evento o que Montoro diria da crise atual e se, naquela época, práticas como nepotismo e tráfico de influência já não eram ligadas à figura do atual presidente do Congresso.
"Não tinha tanta transparência, a gente não ficava sabendo", diz a vice-prefeita de São Paulo, Alda Marco Antônio (PMDB). "Ele tinha sido governador do Maranhão e não sabíamos de nada de errado. Era da oposição [ao então MDB], mas tinha um currículo respeitável."
Para o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), "era outro momento político. A crise não é só do Sarney nem privilégio [ sic ] do Senado. É preciso reforma política".
André Franco Montoro Filho sai da sessão do filme, no anfiteatro do mosteiro, e diz que o documentário "deveria passar no Senado". E o apoio de Montoro a Sarney? "O Sarney daquela época era muito melhor [ sic ] do que o Sarney de agora", diz o filho do ex-governador e presidente do Etco (Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial). "Uma das últimas coisas que ouvi do meu pai sobre o Sarney era que ele estava preocupado, porque o Sarney tinha cumprido um papel extraordinário na redemocratização do país, mas tinha que preservar uma visão mais ampla da política, compatível com a biografia dele." Invocando que "a origem dele era de oposição ao Vitorino Freire [1908-1977], que era o grande coronel nordestino", Montoro Filho diz que "aquele Sarney, concordo com o presidente Lula, não era uma pessoa comum. O Romário não foi o maior jogador do mundo? E quem votou nele como o maior vai se arrepender hoje [ quando o craque é preso por não pagar pensão alimentícia ]?". O secretário municipal de Participação e Parceria [ N do Blog: ?????? ] , Ricardo Montoro (PSDB-SP), era secretário particular do pai na eleição de 1985. "O Aécio [Neves] era secretário do Tancredo [Neves, eleito presidente] e a Roseana [Sarney] era secretária do pai dela [ José Sarney, então vice de Tancredo ]. Conversávamos muito". Ricardo acha que, se seu pai estivesse vivo, "estaria perfilado na oposição e pela saída do Sarney da presidência do Senado, que está desmoralizado. Sarney hoje está totalmente condenado". Depois de falar sobre Montoro na tribuna do mosteiro, o governador José Serra se dirige à saída, cercado por seguranças e com duas assessoras. "Ele estaria na linha de combate, independentemente de onde estivesse. Estaria sempre na frente, exasperado com os rumos que a vida pública tomou", diz.
LEITURAS COMPLEMENTARES, QUE TALVEZ TENHAM RELAÇÃO COM O EXPOSTO ACIMA:
PETROBRÁS: NOVO ALVO - RETRATO DO BRASIL, Julho 2009
Na guerra contra a Petrobras, de qual lado está o governo? - Wladmir Coelho, CONSCIÊNCIA.NET, 15/06/2009

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Protógenes Queiroz é aclamado por estudantes na UnB: "Ô delegado do povo, prende o banqueiro de novo!"

Protógenes Queiroz fala de corrupção na polícia
Delegado federal foi aclamado por estudantes e falou de segurança para estudantes
Darlene Santiago - Da Secretaria de Comunicação da UnB
O delegado da Polícia Federal Protógenes Queiróz foi recebido pelos estudantes que participam do Congresso da UNE com salvas de palmas e hinos como “ô delegado do povo, prende o banqueiro de novo”. Protógenes, que conduziu a Operação Satiagraha e prendeu duas vezes o banqueiro Daniel Dantas, chegou a posar para fotos antes de participar da mesa de debate Juventude, Segurança e Políticas Públicas, na sexta-feira, dia 17, no Anfiteatro 17 do Minhocão.
O anfiteatro estava lotado. Havia estudantes sentados nas escadas e de pé, próximos à saída do local. Protógenes agradeceu o carinho e mobilização dos estudantes.
“Quando o agente público cumpre o seu papel, é reconhecido por qualquer pessoa”, disse. Durante o debate, falou sobre corrupção, tráfico, violência, a situação dos presídios brasileiros e a aplicação das leis. Os estudantes demonstraram indignação com a questão da redução da maioridade penal e os casos em que mulheres eram presas em celas masculinas.
O debate também foi palco de manifestações políticas e partidárias. Estudantes entoaram hinos contra o presidente do Senado, José Sarney, e a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius. “É o estudante, organizado, pelo fim do Senado!”, “Yeda, Sarney e Dantas na prisão, Protógenes luta contra a corrupção”, cantaram alto.
SEGURANÇA - Segundo o delegado, a segurança pública no Brasil não é democrática e o Estado faz o papel de opressor, não garantindo a universalidade do direito à segurança. Ele defendeu que a discussão política era necessária e afirmou acreditar numa mudança possível. “Esse debate mostra o sentimento e as exigências da sociedade civil. Se o Estado atender essas exigências, tudo pode mudar”, disse. “O principal problema nos órgãos de segurança é a corrupção e o não cumprimento do papel do estado nas comunidades carentes.”
O representante do Ministério da Justiça, Vinícius Wu, alertou para a necessidade de uma maior valorização dos profissionais de segurança pública. Um estudante reforçou a questão, afirmando que policiais não têm acréscimo salarial de periculosidade, apesar de atuarem em situações de risco.
A 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg), marcada para acontecer em agosto deste ano, foi lembrada. “Podemos afirmar que o Brasil passa por uma experiência inédita de implementação de um programa de segurança pública levando em conta o debate e a mobilização social”, afirmou Vinicius Wu.
Todos os textos e fotos podem ser utilizados e reproduzidos desde que a fonte seja citada. Textos: UnB Agência. Fotos: nome do fotógrafo/UnB Agência

Mundo Tôsco: Revista publica "DIETA DA GRIPE SUÍNA". INACREDITÁVEL!!!

Essa é a capa da famosa "7 Dias com você", revista semanal digamos, feminina, da Editora Escala. Esses títulos ditos femininos são especialistas em trazer a seu público toda sorte de dietas e regimes, dos mais diversos nomes e modos ( tipo: "A dieta da feijoada", ou "A dieta do pão e água" ou, ainda, "A dieta do faquir" ).
A citada "Dieta da Gripe Suína", explicando melhor, é indicada para você ficar imunizado ( se é que isso é possível ) à peste. Mas a escolha do nome dessa dieta é que foi totalmente tosca e sem qualidade. Cada coisa...

vEJA dá uma de livro de escola estadual de SP e troca Ceará por Maranhão em mapa publicado no site da revista! Ato falho revela obsessão por Sarney!

( "Revela obsessão por Sarney" é fo#$%da! Não sei de onde eu tirei essa...Ahahaha. )

Publicado no COMUNIQUE-SE

Revista Veja troca Ceará por Maranhão em mapa publicado no site

A revista Veja substituiu o estado do Ceará pelo Maranhão em matéria publicada nesta sexta-feira (17/07) no site Veja.com. A matéria “A mulher que está por trás do fenômeno Stefhany”, sobre a garota que faz sucesso no Piauí, chamou a atenção de leitores no Twitter. No mesmo dia a revista fez a correção no mapa.
No quadro, divulgado para ilustrar a matéria e o local de nascimento da cantora, o estado do Ceará não aparecia no mapa e o espaço que deveria ser ocupado pelo Maranhão foi substituído pelo Pará.

O blogueiro Nivaldo Ribeiro divulgou o erro em seu blog, com o post “A Nova Divisão Geográfica do Nordeste”. A partir disso a notícia repercutiu no Twitter, principalmente entre os cearenses. Após o incidente, a Veja retirou o mapa da reportagem, fez a correção e inseriu o gráfico novamente.“Alguns leitores nos comunicaram sobre isso. Ficou pouco tempo no ar. A correção foi quase que imediata”, explicou Katia Perin, editora da Veja online.

NOVELA DA GLOBO FAZ PROPAGANDA DE LIVRO DE GABRIEL CHALITA, EX-SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE SP!!

RECEBO uma ligação. Minha irmã:
- Betô, vai ouvindo...
- Ahã? - respondo eu - Manda aí...
- Tá passando uma novela da Globo, e o personagem mostra, na cara dura, um livro do Gabriel Chalita.
- Ué? - pergunto - Que novela? Que personagem? Você assiste novela?
- Não, bobão. - diz ela, com bastante propriedade - Não sei o nome do personagem...
( Interrompo ): - Mas que novela é essa, caramba?
Ela: - Ah, chama "Caras e Bocas"!
Eu: - É, com um nome desses, dá prá sentir a criatividade. Podia ser "Cama e Mesa", "Pão e Circo", "Branco e Preto", "Sol e Chuva"... Enfim. Então: Que livro é esse aí?
Ela responde:
- Não deu pra entender direito, mas o cara parece que sugere o livro prum outro que sofreu "bullying", ou coisa assim.
Não deu para continuar a conversa. Concordamos que a coisa, "pelo sim, pelo não", merecia pelo menos um registro aqui.
O vereador Chalita, pretenso contraponto tucano ao educador Paulo Freire [ ou será coincidência que algumas das 30 obras do ex-secretário - e vereador mais bem votado da Capital paulistana em 2008 - têm nomes como "Pedagogia da amizade" e "Pedagogia do amor", que parecem bem alusivos a "Pedagogia do Oprimido", obra-referência de Freire? ] , ganhou um espaço publicitário deveras generoso. Se é lícito ou legítimo, sei lá. Mas fica aí o toque. Não posso palpitar se o que estava sendo divulgado era o livro, o combate à prática do bullying ou um possível candidato a governador em 2010.
OBS: Não fiquei satisfeito e acabei fazendo uma pesquisa, descobrindo que a novela a qual se referiu minha irmã seria, na verdade, "Caminho das Índias", onde figura um personagem ( Zeca ) playboy bem folgado, acostumado a praticar o "bullying" na escola, com a complacência e proteção do papai. Ainda que pareça um mero personagem estereotipado, o que tem de "Zecas" por aí, aprontando e contando com a cobrtura de seus papis energúmenos, não tá no gibi.

RONALDO CAIADO ( DEM-GO ) PODERÁ TER MANDATO CASSADO! MINISTÉRIO PÚBLICO ACUSA RURALISTA POR PRATICAS ELEITORAIS ILÍCITAS! TOOMMEE!!

MPE/GO recorre ao TSE para cassar deputado federal Ronaldo Caiado

17/7/2009 18h29
Parlamentar é apontado pela prática de captação e uso ilícito de recursos para fins eleitorais
O procurador regional eleitoral em Goiás, Alexandre Moreira Tavares dos Santos, entrou hoje, 17 de julho, com recurso contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) que não cassou o mandato do deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO). De acordo com o acórdão relatado pela juíza Elizabeth Maria da Silva, apesar de ter sido comprovado que o parlamentar realizou arrecadação e gastos irregulares durante a campanha eleitoral de 2006, "o gasto ilícito correspondeu a 5,24% do montante gasto". Isso, para a maioria dos juízes, não teve "impacto no pleito" sob a perspectiva do princípio da proporcionalidade.
Por discordar da decisão do TRE, o procurador regional eleitoral pretende que o caso seja levado à Brasília e julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
"O bem jurídico tutelado pela lei é o princípio constitucional da moralidade, razão pela qual não exige para sua configuração a potencialidade de o ilícito influenciar nas eleições", destaca Alexandre Moreira.
O deputado Ronaldo Caiado é apontado pelo Ministério Público Eleitoral em Goiás (MPE/GO) pela prática de captação e uso ilícito de recursos para fins eleitorais (art. 30-A da Lei nº 9.504/97). De acordo com as investigações do MPE, além de despesas não declaradas na prestação de contas, dois outros episódios sustentam o pedido de cassação do diploma do parlamentar.
O primeiro é a terceirização da arrecadação com a realização do evento "Leilão dos Amigos de Caiado". A Lei nº 9.504/97 exige que isso se dê por meio do próprio candidato ou por um comitê financeiro. Essa prática rompe com todas as regras de transparência, já que não é possível aferir com segurança a origem e o destino dos recursos. De acordo com as investigações do MPE, os "amigos de Caiado" chegaram a pagar despesas da campanha do candidato em valores que ultrapassaram R$ 60 mil."Se prevalecer essa modalidade de arrecadação - terceirizada - nas campanhas eleitorais estarão abertas as portas para a lavagem de dinheiro sujo na campanha eleitoral. Sem saber-se quem são os doadores, a origem dos recursos e os valores, não há qualquer possibilidade de fiscalização desses recursos", pontua.
O segundo episódio que evidência a necessidade de cassar o diploma do parlamentar é a realização de vários saques "na boca do caixa" para o pagamento de despesas em dinheiro vivo, num total de quase R$ 332 mil (28,52% do gasto total da campanha). A Resolução do TSE nº 22.250 obriga a abertura de conta bancária específica em nome do candidato e do comitê financeiro para registro de todo o movimento financeiro da campanha. Os pagamentos, portanto, devem ser feitos em cheque nominal ou transferência bancária.
"Essa infração injustificada e de relevante proporção dentro de uma campanha para deputado federal, que tem assessoria jurídica e contábil especializada, constitui um forte indício de caixa 2", alerta o procurador regional eleitoral.
O número da representação é 1432, sob o protocolo nº 223779/2006.
Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República em Goiás
62 3243-5454 ou 5266
E-mail: ascom@prgo.mpf.gov.br

FALE COM O ACUSADO:
GALERIA

Diário da Manhã - Política e Justiça 05 de Fevereiro de 2009 Edição nº 7760

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe